Siga-nos em

Buscas no site

Presidente Da República, Jair Bolsonaro
Presidente Da República, Jair Bolsonaro
Presidente da República, Jair Bolsonaro. Foto: Alan Santos/PR

BRASIL

Absorvente gratuito foi vetado porque Congresso não indicou fonte dos recursos

Projeto teria de indicar a fonte de custeio ou medida compensatória

Projeto teria de indicar a fonte de custeio ou medida compensatória

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a criação do Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual, mas vetou a previsão de distribuição gratuita de absorventes femininos para estudantes de baixa renda e mulheres em situação de rua, em razão do fato de o Congresso não haver indicado a fonte dos recursos.

De acordo com a Constituição, projetos aprovados no Legislativo que implique em despesas precisam indicar a fonte dos recursos, ou seja, de onde sairá o dinheiro para custear o programa. A sanção foi publicada na edição desta quinta-feira (7) do Diário Oficial da União.

O presidente considerou que a iniciativa do legislador é até meritória, mas alegou também que contraria o interesse público, uma vez que não há compatibilidade com a autonomia das redes e estabelecimentos de ensino. Além de não indicar a fonte de custeio ou medida compensatória.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Com os vetos interpostos por Bolsonaro, o alcance da nova lei ficou restrito à criação do Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual, que tem como objetivos combater a precariedade menstrual, oferecer garantia de cuidados básicos de saúde e desenvolver meios para a inclusão das mulheres em ações de proteção à saúde menstrual.

Foi mantida a obrigatoriedade do poder público de promover campanha informativa sobre a saúde menstrual e as suas consequências para a mulher.

A nova lei determina também que o programa seja implementado de forma integrada entre todos os entes federados, mediante atuação, em especial, das áreas de saúde, de assistência social, de educação e de segurança pública.

Propaganda. Role para continuar lendo.

As informações são do Dário do Poder


Bolsonaro: Forças Armadas vão participar do processo eleitoral

Absurdo: Casagrande relaciona agressão a árbitro com eleição de Bolsonaro

Média de óbitos no governo Biden supera Bolsonaro

Filiação de Bolsonaro está “90%” acertada, diz presidente do PP


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Presidente russo afirmou que o Brasil é um dos parceiros estratégicos mais importantes para o país

BRASIL

Senador se filiou ao Partido Liberal junto com seu pai, Jair Bolsonaro

BRASIL

Senador e ministro assinaram ficha de filiação em evento em Brasília

BRASIL

Presidente filiou-se ao Partido Liberal em cerimônia nesta terça-feira

Anúncios