Siga-nos em

Buscas no site

Liminar Impede Pai Que Recusou Vacina De Visitar Filha No RS
Liminar Impede Pai Que Recusou Vacina De Visitar Filha No RS
Liminar impede pai que recusou vacina de visitar filha no RS Foto: Agência Brasil/Fabio Rodrigues Pozzebom

BRASIL

Absurdo: Justiça proíbe pai de ver filha de 1 ano por não querer se vacinar

Homem é acusado de já ter transmitido Covid-19 à criança

Homem é acusado de já ter transmitido Covid-19 à criança

Por meio de uma liminar, a Vara de Família de Passo Fundo, município do Rio Grande do Sul (RS), impediu um homem que se recusou a tomar a vacina contra a Covid-19 de visitar a filha de um ano de idade. O processo corre em segredo de justiça, por envolver uma criança.

A decisão foi tomada na última segunda-feira (13). A defensora pública Vivian Rigo conta que os pais da criança possuem um acordo de guarda compartilhada. Há dois meses, entretanto, o pai contraiu Covid-19 e precisou ser internado em estado grave. De acordo com a mãe, o pai chegou a transmitir a doença à filha.

– Sua conduta negligente de optar por não se vacinar coloca em risco, de maneira concreta, a saúde da própria filha – afirmou Vivian.

O pai também é acusado de estar frequentando lugares com aglomeração e de não fazer uso de máscara. A mãe da criança tomou a iniciativa de procurar a Defensoria Pública para que as visitas do pai sejam suspensas até ele cumprir o ciclo vacinal completo. A mãe, até o momento, recebeu a primeira dose da vacina.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– A vacinação está disponível em Passo Fundo a todas as pessoas maiores de 18 anos. Salvo alguma situação peculiar, devidamente comprovada por atestado médico, a não vacinação é uma escolha que pode trazer consequências. É o caso dessa ação judicial. O pai insiste em não se vacinar, o que é um direito dele. Porém, terá que assumir as consequências dessa opção – destacou a defensora.

No despacho da liminar, o juiz Dalmir Franklin de Oliveira Júnior considerou “que os pais devem tomar todas as medidas necessárias para proteção dos infantes, que neste momento não estão sendo imunizados”.

Sendo comprovada a conclusão da vacinação, o homem poderá voltar a conviver com a filha, conforme previsto no acordo da guarda compartilhada.


França suspende cerca de 3 mil funcionários da saúde que se recusaram a tomar vacina

Bolsonaro defende renovação do Judiciário para mudar o Brasil

Mourão diz que estados devem ‘arcar com consequências’ da vacinação em adolescentes

Vacinados que pegaram Covid já são 81,7% dos internados em SP


Propaganda. Role para continuar lendo.
1 Comment

1 Comment

  1. Trabalhador Coxinha

    17/09/2021 em 7:49 pm

    A vontade que dá é dar uma de adélio com o juiz e a mãe que procura a justiça para algo idiota assim.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

MUNDO

As pessoas na Áustria que optaram por não receber a vacina contra covid enfrentarão o bloqueio em casa se o número de hospitalizações graves...

MUNDO

País tem os piores dados diários de óbitos e casos desde o início da pandemia

BRASIL

Vereadora Fernanda Barth, de Porto Alegre, afirma que manifestantes pacíficos foram agredidos na Câmara Municipal

MUNDO

Com 18 anos, ela tomou a primeira dose do imunizante da AstraZeneca e teve uma trombose

Anúncios