Siga-nos em

Buscas no site

Explosivos Dentro De Veículo
Explosivos Dentro De Veículo
Explosivos dentro de veículo teriam causado “explosões subsequentes” Foto: Reprodução/Al Jazeera English

MUNDO

Ação dos EUA contra terrorista matou 6 crianças, diz denúncia

Ataque foi feito por um drone militar americano

Ataque foi feito por um drone militar americano

Denúncias de afegãos afirmam que o ataque feito no domingo (29) pelos Estados Unidos contra um possível terrorista membro do Estado Islâmico K em Cabul, capital do Afeganistão, matou também civis, incluindo crianças. A informação não foi negada pelos EUA.

Os jornais estrangeiros New York Times, Washington Post e CNN conversaram com familiares e vizinhos das pessoas que teriam sido mortas durante o ataque com drone realizado pelos EUA, mas apresentaram dados ligeiramente divergentes sobre as mortes.

De acordo com a CNN, morreram três adultos e seis crianças, sendo uma de apenas dois anos. Já o New York Times informa que, além dos três adultos, sete crianças teriam morrido. Entre os adultos, dois seriam americanos, sendo um deles contratado do exército americano e o outro membro de uma instituição de caridade dos EUA. O Washington Post falou apenas que foram “10 mortos, incluindo crianças”, mas não especificou quantas.

Propaganda. Role para continuar lendo.

VERSÃO DOS EUA

Os Estados Unidos afirmam que o ataque foi realizado contra um suposto homem-bomba que estava em um veículo prestes a se explodir no aeroporto. O país admite que inocentes podem ter morrido na ação e está investigando os relatos.

Em um comunicado, os militares dos EUA disseram no domingo que o ataque ao suspeito teria causado “explosões subsequentes significativas”, indicando “a presença de uma quantidade substancial de material explosivo no veículo” e que essas explosões “podem ter causado vítimas adicionais”.

Um fonte informou à Associated Press que o drone americano disparou um míssil contra o veículo e que logo após a explosão do mesmo, uma bola de fogo bem maior teria surgido, indicando que haviam mais explosivos. O porta-voz do Pentágono, John F. Kirby, garantiu nesta segunda (30) que se os relatos de morte de civis forem confirmadas, o órgão será transparente sobre o assunto.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– Não vou me antecipar, mas se tivermos informações significativas e verificáveis ​​de que tiramos vidas de inocentes, seremos transparentes sobre isso também. Ninguém quer ver isso acontecer. Mas você sabe o que mais não queríamos que acontecesse. Não queríamos que acontecesse o que acreditamos ser uma ameaça muito real, muito específica e muito iminente ao Aeroporto Internacional Hamid Karzai e às nossas tropas operando no aeroporto, bem como civis em torno dele e nele e isso é outra coisa que nos preocupava muito – disse Kirby.


Na Ucrânia, pesquisadores encontram vala comum com milhares de vítimas de Stalin

Talibã exige que os afegãos entreguem armas e munição dentro de uma semana

Mãe de um soldado americano morto chama Biden de “pedaço de sujeira dominado pela demência”

VÍDEO: Joe Biden dorme durante reunião com o primeiro-ministro israelense


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

MUNDO

Os Estados Unidos incluíram 12 empresas chinesas em lista negra

MUNDO

Com o aumento de incidentes anti-chineses nos EUA, o porta-voz do Departamento de Estado chinês pediu aos EUA que tomem medidas eficazes para proteger...

MUNDO

No último mês, cerca de 30 missões foram realizadas perto das fronteiras da federação russa, cerca de duas vezes e meia a mais do...

MUNDO

Dr. Anthony Fauci, disse que as "diretrizes" que definem "totalmente vacinado" contra o COVID-19 podem mudar em breve, dependendo da "ciência".

Anúncios