Siga-nos em

Buscas no site

Novos Bloqueios Explodem As Tensões No País À Medida Que Aumenta O Número De Casos
Novos Bloqueios Explodem As Tensões No País À Medida Que Aumenta O Número De Casos
Novos Bloqueios Explodem As Tensões No País À Medida Que Aumenta O Número De Casos

MUNDO

Argentina: Novos bloqueios Explodem As Tensões no país à medida que aumenta o número de casos

O governo nacional da Argentina e as autoridades na capital, Buenos Aires, estão lutando por causa das restrições mais rígidas do COVID-19 e do fechamento de escolas na cidade e nos arredores.

O governo nacional da Argentina e as autoridades na capital, Buenos Aires, estão lutando por causa das restrições mais rígidas do COVID-19 e do fechamento de escolas na cidade e nos arredores.

O prefeito de Buenos Aires na quinta-feira criticou o governo nacional por novas medidas que incluem o fechamento de escolas por duas semanas e restrições ao movimento após as 20h na populosa área metropolitana que é um ponto quente para novos casos.

“Ontem, o governo nacional decidiu quebrar o mecanismo de diálogo e consenso que tínhamos por mais de um ano”, disse Horacio Rodriguez Larreta, chefe do governo da cidade, em entrevista coletiva. “Quero ser muito claro: não fomos consultados sobre nenhuma das medidas tomadas.”

Larreta, parte da oposição política, prometeu fazer tudo o que pudesse para manter as escolas abertas. Ele pediu conversas imediatas com o presidente peronista de centro-esquerda Alberto Fernandez e disse que seu governo levará o assunto à Suprema Corte do país.

“Discordamos totalmente da decisão do governo nacional de fechar as escolas … Sabemos dos danos que as escolas fechadas causam”, disse ele.

“Os meninos e meninas de Buenos Aires têm que estar nas salas de aula na segunda-feira. Temos três ou quatro dias para fazer tudo ao nosso alcance para isso.”

Fernandez disse na quarta-feira que a Argentina precisava “ganhar tempo” na luta contra o COVID-19 depois que os casos atingiram um recorde nesta semana, com a média diária de infecções sendo uma das mais altas da região per capita.

Propaganda. Role para continuar lendo.

“O vírus está nos atacando e está longe de ceder”, disse ele, ao anunciar medidas que verão as escolas fechadas na Grande Buenos Aires a partir de segunda-feira, e a suspensão das atividades esportivas indoor, recreativas, religiosas e culturais até 30 de abril.

A Argentina registrou um total de 2,6 milhões de infecções por coronavírus, com 58.542 mortes, e está, como outros países da América Latina, sendo atingida por uma segunda onda de casos.

Fonte: Reuters


Mesmo após a vacinação, o presidente argentino testa positivo para COVID-19

Socialismo: Índice de pobreza urbana na Argentina chegou a 42%

Juiz da Argentina impede que nova lei de aborto entre em vigor na província do norte

Bolsonaro é elogiado nos EUA em artigo: “O presidente brasileiro Jair Bolsonaro lidera condenações à nova lei de aborto da Argentina”


Propaganda. Role para continuar lendo.
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

MUNDO

As pessoas na Áustria que optaram por não receber a vacina contra covid enfrentarão o bloqueio em casa se o número de hospitalizações graves...

BRASIL

Cerimônia de entrega ocorreu menos de 10 dias depois da invasão e depredação da Aprosoja

BRASIL

Anderson Campos se referiu à apresentadora como "assediadora de menores"

BRASIL

Médico afirmou que "a dependência de drogas é um problema médico, não de polícia"

Anúncios