Siga-nos em

Buscas no site

Armados Com Paus E Autorizados Pela Polícia, Defensores Da Ditadura Cubana Atacam Manifestantes Em Havana
Armados Com Paus E Autorizados Pela Polícia, Defensores Da Ditadura Cubana Atacam Manifestantes Em Havana
Armados Com Paus E Autorizados Pela Polícia, Defensores Da Ditadura Cubana Atacam Manifestantes Em Havana

MUNDO

Armados com paus e autorizados pelo governo, defensores da ditadura cubana atacam manifestantes em Havana

O incidente ocorreu no domingo, quando milhares de cubanos em mais de 60 partes do país decidiram sair às ruas para demonstrar sua insatisfação com o Partido Comunista, seus dirigentes e a elite militar.

O incidente ocorreu no domingo, quando milhares de cubanos em mais de 60 partes do país decidiram sair às ruas para demonstrar sua insatisfação com o Partido Comunista, seus dirigentes e a elite militar.

Defensores do governo cubano reprimiram com paus um grupo de manifestantes que se reuniu nas proximidades do parque Máximo Gómez, em Havana, para protestar contra o governo de Miguel Díaz-Canel.

O ativista Norges Rodríguez publicou no Twitter dois vídeos que mostram a natureza repressiva do regime e como ele usaram de força excessiva para tentar dissolver as concentrações populares.

Num primeiro material, um grupo de homens à paisana é visto aproximando-se da praça, perto do centro histórico da cidade, com paus nas mãos e vigiados por oficiais da Polícia Nacional Revolucionária enquanto alguns seguram a bandeira cubana e gritam o nome de Fidel Castro.

Propaganda. Role para continuar lendo.

A multidão repressiva se dirige para a parte insatisfeita da população que defende mudanças políticas imediatas na ilha, assim como o acesso a medicamentos, alimentos e o fim da ditadura.

As imagens não mostram o grupo repressivo atacando explicitamente os manifestantes pacíficos, mas algumas pessoas que estiveram na área dizem que foi um confronto brutal, em que presumivelmente as forças da ordem pública não impediram o confronto entre cidadãos violentos.

O outro vídeo divulgado mostra um grupo de jovens com calças e camisetas verde oliva, circundando a área onde estão os manifestantes.

Propaganda. Role para continuar lendo.

As denúncias que foram feitas nas redes sociais mencionam que seriam militares que cumpriam o Serviço Militar Ativo (Obrigatório), mobilizados para reprimir a população.

Eles podem ver como isolam a área, apertando as mãos depois que o grupo de homens com paus chega ao parque Máximo Gómez.

O objetivo talvez fosse evitar que os manifestantes escapassem quando o confronto entre os dois grupos aumentasse, ou simplesmente estabelecer uma diferença clara entre aqueles que eram a favor ou contra o governo comunista.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Entre os materiais que foram liberados desde o início dos protestos, está o uso de soldados em trajes civis e armados com paus para fazer frente à população.

A agência Reuters informou sobre a mobilização de tropas por parte das autoridades em vários pontos da capital e como eles detiveram cidadãos de forma arbitrária e com uso desproporcional da força, tudo para impedi-los de protestar nas vias públicas.

As informações são da Cibercuba

Propaganda. Role para continuar lendo.

Defensores de Comunistas atacam Juliana Paes que criticou ditadura em Cuba

O Massacre do Rebocador ’13 de Marzo’: O dia em que a ditadura de Castro em Cuba assassinou 37 homens, mulheres e crianças

Lula afirma que crise na ditadura comunista Cubana é culpa dos Estados Unidos

Ditadura comunista desaparece com 57 pessoas em Cuba, incluindo artistas, ativistas pela paz e padres


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Presidente Jair Bolsonaro discursou na CPAC

MUNDO

País também determinou que videogames só poderão ser jogados nas sextas-feiras, fins de semana ou feriados

MUNDO

Pessoas foram assassinadas no fim da década de 1930

MUNDO

Após ter controlado os dois primeiros surtos de covid-19 e promover a vacina própria, país apresenta agora maior incidência das Américas

Anúncios