Siga-nos em

Buscas no site

Formatura De Sargentos Da Polícia Militar
Formatura De Sargentos Da Polícia Militar
Formatura de Sargentos da Polícia Militar | Foto: Governo do Estado de São Paulo

Notícias

Associações são contra projeto que torna policiais inelegíveis

Representantes de delegados declaram-se contrários ao parecer de deputada que exige 5 anos de afastamento antes do pleito

Representantes de delegados declaram-se contrários ao parecer de deputada que exige 5 anos de afastamento antes do pleito

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Judiciária (Adpj) e a Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Adpesp) são contra parecer da deputada Margarete Coelho (PP/PI), que torna policiais inelegíveis. O documento estabelece que os servidores integrantes das guardas municipais, das Polícias Federal, Rodoviária Federal e Ferroviária Federal, bem como os das Polícias Civis que não tenham se afastado definitivamente de seus cargos e funções até cinco anos anteriores ao pleito não podem concorrer.

Para as entidades, a previsão afeta diretamente as condições de elegibilidade de policiais de natureza civil. As associações acreditam que o projeto é inconstitucional por que suprime o direito político passivo desses servidores públicos.

“O direito político passivo é assegurado a todo cidadão brasileiro de forma que a proposta não pode ser simplesmente subtraída daqueles servidores públicos ocupantes de cargos de natureza policial”, dizem em nota conjunta.

Para a Adpesp e Adpj, a redação do parágrafo 9º suprime direitos fundamentais, como o direito ao trabalho e ao exercício de cargo público para o qual o policial foi legitimamente aprovado por concurso público.

Propaganda. Role para continuar lendo.

“Ter que deixar definitivamente o cargo, com cinco anos de antecedência, para simplesmente concorrer a qualquer cargo eletivo, sabendo que, se não for eleito, ficará provavelmente sem o meio de manutenção de sua subsistência e de sua família”, dizem.

Elas ainda complementam:

“Para a ADPESP/ADPJ, não é razoável que se imponha o afastamento definitivo do cargo de todo e qualquer policial de natureza civil (policial federal, rodoviário federal e policiais civis) apenas concorrer a qualquer cargo eletivo, fazendo-se necessária a supressão do § 9º do art. 181 do PLP 112, de 2021”.


Associação diz que PMs seguirão Exército em caso de “ruptura institucional”

‘Contestado, Doria culpa Anvisa por “CoronaVac 100% eficaz”

Emprego com carteira assinada cresce com criação de 316,6 mil vagas em julho

PMs alugaram 50 ônibus para irem a ato bolsonarista em São Paulo, diz deputado


2 Comentários

2 Comentários

  1. Jane Cunha Sepúlveda

    26/08/2021 em 11:11 pm

    Os que têm ficha suja.
    Deveriam ser proibidos de serem candidatos pra sempre.

    • Isaulino Martins

      27/08/2021 em 10:33 am

      Essa deputado precisa aprender que cidadão não tem cor, credo e raça que o impeça de exercer seus direitos e deveres independente da ocupação, a ideia dela é favorecer o comunismo.
      Pronto falei

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Anúncio foi feito pelo presidente da sigla, Gilberto Kassab

BRASIL

Felipe Santa Cruz afirmou que está inclinado a aceitar convite do PSD para concorrer ao Palácio Guanabara

BRASIL

Partido estaria disposto a aceitar exigências do presidente

BRASIL

Presidente do Senado propôs alterações no projeto que altera a cobrança de ICMS

Anúncios