Siga-nos em

Buscas no site

Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro

BRASIL

Bolsonaro: Parte do STF quer a volta da corrupção e da impunidade’

Presidente Jair Bolsonaro participou de almoço com empresários em SC

Presidente Jair Bolsonaro participou de almoço com empresários em SC

Nesta sexta-feira (6), durante um almoço com empresários em Joinville (SC), o presidente Jair Bolsonaro negou realizar ataques contra o Supremo Tribunal Federal (STF), mas disse que parte dos integrantes da Corte quer a “volta da corrupção e da impunidade”.

Em seu discurso, ele também comentou uma nota divulgada pelo presidente da Corte, Luiz Fux, nesta quinta-feira (5).

– O que parte do nosso querido Supremo Tribunal Federal quer é a volta da corrupção e da impunidade. Não estou atacando o Supremo Tribunal Federal. No dia de ontem, a nota do senhor excelentíssimo ministro presidente do Supremo falou que, de acordo com matérias da mídia, o presidente ataca. Olha, quem busca informações junto à mídia já está desinformado – apontou.

Bolsonaro também voltou a criticar o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e afirmou que seu posicionamento contra o voto impresso auditável seria por interesses particulares.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– Não ofendi nenhum ministro do Supremo; apenas falei da ficha do senhor Barroso: defensor do terrorista Battisti, favorável ao aborto, à liberação das drogas, à redução da idade do estupro de vulnerável – ressaltou.


Bolsonaro: “Barroso quer que nossas filhas de 12 anos tenham relações sexuais”

Bolsonaro sugere Barroso como vice de Lula: ‘É um amor eterno’

Em live, Bolsonaro dá aviso implacável a Barroso e a Moraes

Bolsonaro: ‘Moraes é o próprio fake news, a mentira em pessoa’


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Produtos de acessibilidade também tiveram os impostos reduzidos a 0%

BRASIL

Ministro defendeu o presidente após críticas de setores da imprensa brasileira

BRASIL

Fred Ring disse ainda que quem demonstra apoio é "cancelado" pelos colegas

BRASIL

Com as alterações, emissoras interessadas na transmissão de jogos poderão negociar apenas com o mandante das partidas

Anúncios