Siga-nos em

Buscas no site

Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro Foto: Agência Brasil/José Cruz

BRASIL

Bolsonaro: passaporte da vacina é forma de “discriminar, separar as pessoas”

Presidente tem criticado a exigência, adotada em algumas cidades, da comprovação de vacinação para acesso a determinados ambientes e eventos

Presidente tem criticado a exigência, adotada em algumas cidades, da comprovação de vacinação para acesso a determinados ambientes e eventos

Em agenda em Belo Horizonte (MG) nesta quinta-feira (30/9), o presidente Jair Bolsonaro fez críticas ao passaporte da vacina e afirmou que o documento é uma forma de “discriminar” as pessoas que optaram por não tomar o imunizante.

“O governo federal tem feito a sua parte. A gente espera que os governadores não pratiquem mais política de lockdown nem essa nova, [que] está na moda agora por parte de alguns prefeitos, em especial, o tal do passaporte da vacinação. É uma maneira de discriminar, separar as pessoas”, disse o mandatário da República, em entrevista à CNN Brasil.

“Devemos garantir a liberdade daqueles que querem e que não querem se vacinar. O governo federal tem oferecido vacina para todos aqui no Brasil. É o governo federal quem tem comprado vacinas para todo mundo. Quem quiser tomar tome. Quem não quiser [tem] liberdade para não tomar”, prosseguiu.

Mais cedo, em participação em evento na capital mineira, Bolsonaro disse que as posições tomadas por ele acerca da vacina contra a Covid-19 não são opiniões e pautas negacionistas, e sim, democratas. Ele também havia defendido que é preciso respeitar “o direito daqueles quem não quer se vacinar”.

“Temos que respeitar o direito de ir e vir, trabalho, liberdade de culto, não aceitar o passaporte da Covid-19 e não aceitar narrativas. Esse país nasceu livre. Eu jurei dar a minha vida pela pátria e tenho certeza que todos vocês darão a vida por liberdade em nosso Brasil”, disse o chefe do Executivo nacional.


A imprensa alternativa é a salvação do jornalismo, diz Alexandre Garcia

Paes ironiza liberdades individuais após Justiça suspender passaporte da vacina no Rio

Justiça suspende passaporte da vacina no RJ: ‘Ditadura sanitária’

Deputado propõe barrar candidatos não vacinados em 2022


Propaganda. Role para continuar lendo.
2 Comentários

2 Comentários

  1. Anderson

    02/10/2021 em 11:14 am

    Vergonha, ditadura sanitária, esses governadores e STF corrupto rasgam as leis. Direito de ir e vir está no ART 5 da constituição federal e ART 15 do código cívil brasileiro que fala em liberdade de aceitar a vacina ou outro medicamento. Eles rasgam as leis e fica por isso?

  2. FATIMA REGINA PRIMO DOS SANTOS

    30/09/2021 em 9:54 pm

    E vai ficar só no discurso? Vai fazer o quê efetivamente?
    Cansada de tanta inação…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

MUNDO

As pessoas na Áustria que optaram por não receber a vacina contra covid enfrentarão o bloqueio em casa se o número de hospitalizações graves...

BRASIL

Lista inclui equipamentos médico-hospitalares para diagnósticos e itens para o tratamento de várias doenças

BRASIL

Vereadora Fernanda Barth, de Porto Alegre, afirma que manifestantes pacíficos foram agredidos na Câmara Municipal

BRASIL

Declaração foi dada pelo presidente durante entrevista ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes

Anúncios