Siga-nos em

Buscas no site

Câmara Rejeita Urgência Em Projeto Do Passaporte Sanitário
Câmara Rejeita Urgência Em Projeto Do Passaporte Sanitário
Câmara Rejeita Urgência Em Projeto Do Passaporte Sanitário

BRASIL

Câmara rejeita urgência em projeto do passaporte sanitário

Para ser aprovado, o requerimento precisava de, ao menos, 257 votos

Para ser aprovado, o requerimento precisava de, ao menos, 257 votos

A Câmara dos Deputados rejeitou, na noite de terça-feira (6), o pedido de urgência para a votação do Projeto de Lei 1.674/21, que cria o Certificado de Imunização e Segurança Sanitária (CSS), também conhecido como “passaporte sanitário”. O documento visa liberar pessoas vacinadas ou testadas a terem acesso a áreas públicas ou privadas, sem atender a restrições de aglomeração.

A proposta foi aprovada no Senado Federal em 10 de junho, e seu regime de urgência na Câmara precisava de, ao menos, 257 votos. O requerimento, porém, obteve 232 votos favoráveis, 232 contra e houve quatro abstenções. Caso fosse aprovado, a PL seria diretamente posta em votação no plenário da casa.

Para o deputado Filipe Barros (PSL-PR), o projeto se tornará desnecessário ao seguir o tempo de tramitação normal das demais propostas.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– Estamos evoluindo bem na vacinação e existe uma perspectiva de que, até o final desse ano, tenhamos uma volta à normalidade. Então, com a tramitação normal do projeto, com as comissões fazendo audiências públicas e debates sobre o tema, lá, na frente, o projeto não será mais necessário.

O presidente Jair Bolsonaro já se posicionou de forma contrária à instituição do “passaporte” e prometeu vetar a lei caso ela seja aprovada na Câmara.

– A vacina vai ser obrigatória no Brasil? Não tem cabimento [isso]. Daí alguns falam “para você viajar, tem que ter um cartão de vacinação”. Olha, [que] cada país faça suas regras. Se, para ir para tal país, tem que ter tomado tal vacina; se não tomar, não entra. Se passar [no Congresso], eu veto, e o Parlamento tem o direito de analisar.


Por que os países que mais usam vacinas chinesas estão passando por fortes surtos de COVID-19?

Nicolás Maduro quer aplicar em crianças uma vacina cubana não aprovada contra COVID-19

Anvisa propõe suspensão das vacinas Janssen e AstraZeneca em grávidas

Mesmo vacinada Ana Maria Braga testa positivo para o novo coronavírus


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Requerimento da CPI da Covid representa "uma afronta à liberdade de expressão", diz o documento

BRASIL

Músico, de 63 anos de idade, deu declarações em uma rede social

BRASIL

Congressista também criticou estratégia que promoveu troca de congressistas que eram favoráveis à medida

MUNDO

Os manifestantes anti-lockdown foram proibidos de se reunir em Berlim no fim de semana por juízes que argumentaram que as manifestações podem espalhar o...

Anúncios