Siga-nos em

Buscas no site

Justiça De SP Proíbe Governo De Promover Tratamento Precoce
Justiça De SP Proíbe Governo De Promover Tratamento Precoce
Justiça De SP Proíbe Governo De Promover Tratamento Precoce

BRASIL

Censura: Justiça de SP proíbe governo de promover tratamento precoce

Juíza determinou que influenciadores contratados se retratem sobre “atendimento precoce”

Juíza determinou que influenciadores contratados se retratem sobre “atendimento precoce”

A Justiça Federal em São Paulo decidiu proibir, na noite desta quinta-feira (29), que a Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social), órgão do governo federal, faça propaganda ou crie campanhas em defesa do tratamento precoce contra a Covid-19. A decisão também impede que o órgão de comunicação promova medicamentos sem eficácia comprovada contra o vírus.

Na liminar, a juíza Ana Lucia Petri Betto determina ainda que os quatro influenciadores digitais contratados pelo governo para fazer campanha sobre o “atendimento precoce” se retratem publicamente.

– [Que] a SECOM se abstenha de patrocinar ações publicitárias, por qualquer meio que seja, que contenham referências, diretas ou indiretas, a medicamentos sem eficácia comprovada contra a Covid-19, especialmente com expressões como ‘tratamento precoce’ ou ‘kit-covid’ ou congêneres – diz um trecho da decisão.

A determinação atende a uma Ação Civil Pública da educadora Luna Brandão, que denunciou a campanha publicitária governamental “Cuidados Precoces Covid-19”, que custou quase R$ 20 milhões. Pelo menos 19 pessoas foram contratadas para a campanha, dentre elas quatro influenciadores.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Sobre os contratados, a juíza decidiu que “os influenciadores arrolados no polo passivo, no prazo de 48 horas da intimação, publiquem, em seus perfis oficiais, mensagem de esclarecimento, indicando que não endossam a utilização de medicamentos sem eficácia comprovada”.

A campanha contou com a ex-BBB Flávia Viana e os influenciadores João Zoli, Jéssika Taynara e Pam Puertas. Eles publicaram stories em suas redes sociais aconselhando o público sobre a importância de procurar um médico logo no início dos sintomas e solicitar “atendimento precoce”.

GOVERNO QUIS DEFENDER O TRATAMENTO PRECOCE

O governo federal chegou a se defender, afirmando que defendia o “atendimento precoce” e não o “tratamento precoce”.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– [O governo] jamais patrocinou qualquer campanha publicitária que incentivasse o apregoado ‘tratamento precoce’ – disse a nota da Secom.

No entanto, a juíza afirmou que “o argumento não se sustenta” diante das “fartas menções governamentais ao chamado ‘tratamento precoce’”.

Fonte: Pleno


Dados da OMS: A ivermectina reduz a mortalidade por COVID em 81%

Um novo tratamento que pode manter os pacientes com COVID-19 fora do ventilador

Youtube removerá vídeos que incentivem tratamento precoce e fale sobre efeitos colaterais das vacinas

Bolsonaro defende liberdade a médicos no tratamento precoce


Propaganda. Role para continuar lendo.
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Artigos

O tratamento odontológico não colocará você em risco de contrair COVID-19, afirma um novo estudo.

BRASIL

Ministro concordou com a alegação da PF de que o acordo de colaboração de Sérgio Cabral tinha cláusula que previa o uso de informações...

BRASIL

À CNN, o ex-presidente da Câmara, que teve prisão domiciliar revogada em maio, disse que votaria em Bolsonaro em um eventual 2º turno

Artigos

“Obviamente, usar o medo como meio de controle não é ético. Usar o medo cheira a totalitarismo. Não é uma postura ética para nenhum...

Anúncios