Siga-nos em

Buscas no site

China Pede Aos EUA Que Protejam Os Direitos Das Minorias
China Pede Aos EUA Que Protejam Os Direitos Das Minorias
Foto: www.imago-images.de

MUNDO

China pede aos EUA que protejam os direitos das minorias

Com o aumento de incidentes anti-chineses nos EUA, o porta-voz do Departamento de Estado chinês pediu aos EUA que tomem medidas eficazes para proteger os direitos das minorias.

Com o aumento de incidentes anti-chineses nos EUA, o porta-voz do Departamento de Estado chinês pediu aos EUA que tomem medidas eficazes para proteger os direitos das minorias.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, disse na terça-feira que os Estados Unidos deveriam tomar medidas eficazes para lidar com a questão da discriminação racial. Ele pediu que os direitos e interesses legítimos de grupos minoritários, incluindo a comunidade chinesa, sejam protegidos e salvaguardados. Lijian comentou sobre os recentes incidentes de hostilidade contra pessoas de ascendência chinesa nos Estados Unidos.

O porta-voz da China criticou:

“É uma pena que a discriminação contra os descendentes de chineses não tenha sido erradicada com o avanço socioeconômico, mas, em vez disso, tenha se tornado um tumor persistente que assola a sociedade americana.”

A discriminação contra as pessoas de origem chinesa é em grande parte devido à campanha desenfreada das forças anti-China espalhando desinformação a fim de difamar e atacar a China.

De acordo com Zhao, um punhado de políticos americanos está tentando espalhar narrativas anti-chinesas para estigmatizar a China. Eles pretendem transferir sua própria responsabilidade pela resposta fracassada em seu próprio país à pandemia COVID-19. Isso tem favorecido o aumento de crimes de ódio contra pessoas de origens chinesas e asiáticas. À luz desta campanha anti-chinesa, o porta-voz afirmou:

Propaganda. Role para continuar lendo.

“Devemos aprender uma lição dolorosa com isso para garantir que os erros do passado não sejam repetidos.”

Os recentes casos de vítimas de nacionalidade chinesa ou descendência nos Estados Unidos geraram consternação e indignação pública em ambos os países, disse Zhao.

Ele instou Washington a atender ao apelo por “justiça no país e no exterior” e a tomar “ações responsáveis” para lidar com a questão da discriminação racial.


Dilma exalta ditadura comunista da China: ‘Luz nessa situação de absoluta decadência’

Nova arma hipersônica da China é 5 vezes mais rápida que o som

Heleno diz que há dependência mútua entre Brasil e China

Fachin suspende lei que proíbe linguagem neutra em escolas


Propaganda. Role para continuar lendo.
1 Comment

1 Comment

  1. Aguiar

    25/11/2021 em 11:43 am

    Os Eua estão certos. Tem mesmo que rejeitar essa maldita raça chinesa. Povo covarde e sanguessuga, por onde passa detona tudo com essa porcaria de comunismo. Não respeitam ninguém e querem ser respeitado. No Brasil deveríamos fazer o mesmo🤢🤮😡👹

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

MUNDO

Os Estados Unidos incluíram 12 empresas chinesas em lista negra

MUNDO

Outro aluno que comprou um drive foi condenado à prisão perpétua, enquanto seis outros que assistiram ao programa foram condenados a cinco anos de...

BRASIL

Chefe do GSI defendeu o pragmatismo nas relações exteriores

MUNDO

No último mês, cerca de 30 missões foram realizadas perto das fronteiras da federação russa, cerca de duas vezes e meia a mais do...

Anúncios