Siga-nos em

Buscas no site

Chinês Morre Vítima Da Rara Herpes B, Que É Transmitida Por Macacos
Chinês Morre Vítima Da Rara Herpes B, Que É Transmitida Por Macacos
Chinês Morre Vítima Da Rara Herpes B, Que É Transmitida Por Macacos

MUNDO

Chinês morre vítima da rara herpes B, que é transmitida por macacos

O homem trabalhava num centro de pesquisa de primatas e foi exposto ao vírus que atinge o cérebro e é extremamente mortal

O homem trabalhava num centro de pesquisa de primatas e foi exposto ao vírus que atinge o cérebro e é extremamente mortal

Um homem morreu na China após contrair uma doença extremamente rara que afeta macacos, conhecida como o vírus da herpes B. A informação foi revelada pelas autoridades chinesas de saúde em relatório publicado no último sábado (17/7) e citado pelo jornal americano The Washington Post.

A vítima, um veterinário de 53 anos de Pequim, capital da China, foi o primeiro caso humano documentado do vírus no país asiático.

De acordo com o Centro Chinês para Controle e Prevenção de Doenças, o homem trabalhava num instituto de pesquisa especializado em reprodução de primatas e havia dissecado dois macacos que morreram em março.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Como mostra o jornal, a vítima sentiu náuseas, vômitos e febre um mês depois do contato com os primatas e morreu no dia 27 de maio. As amostras de sangue e saliva foram enviadas para a instituição chinesa em abril, onde os pesquisadores encontraram evidências do vírus da herpes B.

Também chamado de vírus do “macaco B”, esse micro-organismo é encontrado nos primatas, mas extremamente raro (muitas vezes mortal) nos humanos, revela o Washington Post.

Nas pessoas, o vírus tende a atacar o sistema nervoso central e causar inflamação no cérebro, levando à perda de consciência. Se não for tratada, há uma taxa de mortalidade de cerca de 80%, diz o periódico.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Até hoje, foram registradas menos de 100 infecções humanas de herpes B desde o primeiro caso de transmissão de primata para humano em 1932.

A maioria das vítimas, de acordo om o Washington Post, costumam ser justamente médios veterinários, cientistas e pesquisadores que trabalham diretamente com macacos e podem ser expostos a fluidos por meio de arranhões, mordidas ou dissecações.

As autoridades chinesas de saúde, citadas pelo jornal americano, afirmam que a descoberta do vírus do macaco B em humano sugere que ele pode “representar uma ameaça zoonótica [transmitida de animais para pessoas] potencial para os trabalhadores ocupacionais”.

Propaganda. Role para continuar lendo.

EUA: Mais de 200 pessoas em 27 estados sendo monitoradas para a varíola do macaco

Inglaterra: Estudo mostra que quase um terço das pessoas que morreram após pegar a “nova cepa” receberam duas doses das vacinas

China enfrenta dificuldade para controlar peste suína africana

Pesquisadores de células-tronco criam híbridos de macacos e humanos


1 Comment

1 Comment

  1. Eribeldo

    22/07/2021 em 6:58 am

    GOSTO DOS CONTEUDOS DO CONTRA FATOS.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

MUNDO

"Nós navegaremos onde a lei internacional permitir", respondeu o governo britânico

MUNDO

Especialista afirma que evento terá armas e equipamentos mais avançados do mundo

Artigos

As obras em Hami, somadas às relatadas há um mês em Yumen, apontam para uma expansão significativa das capacidades atômicas do regime de Xi...

BRASIL

Análise aponta que dose de reforço pode aumentar o nível de anticorpos entre 3 a 5 vezes

Anúncios