Siga-nos em

Buscas no site

Série Round 6
Série Round 6
Série Round 6 -Foto: Jogo Squid / Netflix

MUNDO

Comunismo: Norte-coreano é condenado à morte por contrabando da série round 6

Outro aluno que comprou um drive foi condenado à prisão perpétua, enquanto seis outros que assistiram ao programa foram condenados a cinco anos de trabalhos forçados

Outro aluno que comprou um drive foi condenado à prisão perpétua, enquanto seis outros que assistiram ao programa foram condenados a cinco anos de trabalhos forçados

A Coreia do Norte proibiu o programa internacional de TV Squid Game (jogo da lula), mas ele ainda se tornou popular entre os norte-coreanos graças ao vídeo pirata. A Radio Free Asia (RFA) relatou na terça-feira que o regime comunista condenou um homem à morte por contrabandear drives flash USB contendo episódios de Squid Game para a Coreia do Norte.

O “jogo da lula” do nome é uma brincadeira popular entre as crianças coreanas, mas que não é tão conhecida no Brasil —ou melhor, não era, até o lançamento da série.

Squid game é uma sátira horrível e exagerada do capitalismo sem coração: pessoas desesperadas participam de um game show underground em que o prêmio é um grande pote de dinheiro, mas a penalidade por perder vários jogos infantis é a morte instantânea. Um dos participantes mais simpáticos neste concurso bizarro é um refugiado norte-coreano.

Esses atributos podem parecer tornar o programa palatável para o brutal regime comunista em Pyongyang, mas ele mantém uma proibição estrita de todo entretenimento sul-coreano. Enquanto a mídia estatal norte-coreana aproveitou a popularidade do programa para lançar algumas fotos baratas contra a “corrupção” da sociedade “bestial” da Coreia do Sul, o regime teme que seus cidadãos cativos possam notar paralelos com seu próprio governo feio e vidas miseráveis. Há uma Coreia onde as pessoas são realmente executadas sem piedade por violar leis triviais, e não é a sul.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Caso em questão: a RFA relatou na terça-feira que as autoridades pegaram sete estudantes do ensino médio assistindo ilegalmente o Squid Game, então prenderam o contrabandista que supostamente lhes vendeu uma unidade USB contendo episódios do programa e o condenou à morte por fuzilamento.

“Um aluno que comprou um drive foi condenado à prisão perpétua, enquanto seis outros que assistiram ao programa foram condenados a cinco anos de trabalhos forçados, e professores e administradores de escolas foram demitidos e podem ser banidos para trabalhar em minas remotas ou eles próprios”, acrescentou RFA .

De acordo com uma fonte da polícia norte-coreana, um único estudante do ensino médio comprou o drive USB do contrabandista, assistiu com um amigo e depois passou o drive para outras pessoas quando o programa se tornou um sucesso de propaganda boca a boca. O Daily Mail do Reino Unido disse na quarta-feira que o “contrabandista” é outro aluno da escola.

Alguém denunciou as crianças ao Surveillance Bureau Group 109, a “força de ataque” do governo que prende e mata pessoas que assistem a vídeos proibidos. O regime norte-coreano aprovou uma lei no ano passado sobre a “Eliminação do Pensamento e Cultura Reacionários” que autoriza a eliminação de qualquer pessoa que dê mídia capitalista proibida a um menor.

Propaganda. Role para continuar lendo.

A lei aparentemente autoriza a tortura de menores que assistem à mídia proibida até que eles entreguem todos os envolvidos na aquisição e observação do material:

“Os residentes estão engolfados pela ansiedade, pois os sete serão interrogados impiedosamente até que as autoridades possam descobrir como o drama foi contrabandeado com a fronteira fechada devido à pandemia do coronavírus”, disse a fonte.

“Isso significa que os ventos sangrentos da investigação e da punição logo explodirão”, disse a fonte, sugerindo que uma longa investigação revelaria a cadeia de distribuição, já que cada nova pessoa sob investigação seria forçada a dizer de onde obteve sua cópia e de quem outra pessoa com quem compartilharam.

As punições não vão parar com o contrabandista e os alunos que assistiram ao vídeo, no entanto, outros sem ligação com o incidente também serão responsabilizados, segundo a fonte.


Comunismo: Nicarágua fecha o único canal de TV cristã do país

Ricardo Salles detona Moro: “comunista” e “a favor de drogas”

Ativista cubano pede fim da romantização da ilha: ‘Ditadura’

Comunismo: Opositores do regime cubano são presos antes de ato


Propaganda. Role para continuar lendo.
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

MUNDO

Os Estados Unidos incluíram 12 empresas chinesas em lista negra

MUNDO

Com o aumento de incidentes anti-chineses nos EUA, o porta-voz do Departamento de Estado chinês pediu aos EUA que tomem medidas eficazes para proteger...

BRASIL

Chefe do GSI defendeu o pragmatismo nas relações exteriores

Anúncios