Fiocruz Vai Pedir Aval Para Testar Vacina De Oxford Em Crianças Fiocruz Vai Pedir Aval Para Testar Vacina De Oxford Em Crianças

Fiocruz vai pedir aval para testar vacina de Oxford em crianças

Imunizante tem registro da Anvisa apenas para uso na população acima de 18 anos

A presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Nísia Trindade, afirmou nesta terça-feira (30), que um pedido será apresentado à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para realização no Brasil de estudo com crianças da vacina de Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19.

A vacina da AstraZeneca, que atualmente é envasada pela Fiocruz e posteriormente será totalmente produzida pela fundação, recebeu registro da Anvisa para uso na população acima de 18 anos. Até o momento, nenhuma vacina da Covid foi testada no Brasil para uso em crianças e adolescentes.

– Nesse momento deve ter início, deve-se entrar com protocolo para pesquisa no Brasil da vacina que nós estamos produzindo na Fiocruz a partir do acordo com a AstraZeneca, para uso pediátrico. Então, espero que em breve nos tenhamos a aprovação desse estudo – disse a presidente da Fiocruz em evento online sobre a Covid-19 com a presença também de autoridades da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A gestora também destacou a necessidade de haver para os mais novos.

– Acho que tem que ser de fato um dos focos de atenção ter (a vacina) aprovada para uso pediátrico e em adolescentes também – acrescentou Nísia, que citou ainda a importância da realização de estudos da vacina em gestantes, outro grupo ainda fora da campanha de imunização contra a doença.

A Universidade de Oxford, que desenvolveu a vacina em parceira com a AstraZeneca, anunciou no mês passado que lançou um estudo para avaliar a segurança e a resposta imune do imunizante em crianças pela primeira vez. A presidente da Fiocruz também afirmou, no evento online realizado pela OMS, que a vacinação brasileira deve avançar em abril, quando alguns estados conseguirão vacinar toda a população acima de 60 anos, segundo ela.

Fonte: Estadão


EUA: Mesmo com 146 milhões de doses de vacina aplicadas, casos ainda estão aumentando

AstraZeneca renomeia sua vacina contra Covid enquanto luta contra polêmicas

Anvisa nega certificação para fábrica da vacina Covaxin

O criador da vacina russa contra covid afirma que os animais de estimação são uma ameaça para novas ‘mutações’


Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *