Senador Flávio Bolsonaro Senador Flávio Bolsonaro

Flávio Bolsonaro: “Lula quer derrubar veto para criar crime de fake news”

Senador explica que delito terá punição de cadeia de até cinco anos; Congresso analisa a matéria nesta quarta-feira, 28

O apelo para que a população “pressione” seus representantes políticos para votarem pela manutenção do veto do ex-presidente (PL) a um segmento da Lei de Segurança Nacional que define o crime de fake news, foi feito pelo senador (PL-RJ) através das redes sociais. A votação no Congresso está agendada para a próxima terça-feira, dia 28.

“A base do governo no Congresso vai mais uma vez tentar criar o crime de fake news com punição de cadeia de até cinco anos”, afirmou Flávio . “E fica sempre a dúvida: quem define o que é fake news? O governo? O Judiciário? O consórcio da imprensa?”

Flávio Bolsonaro, em um vídeo que postou em sua rede social a respeito do veto à parte da lei que aborda as fake news, afirmou que a “grande mídia tinha o monopólio da informação”. Ele continuou dizendo que esse domínio terminou com a chegada da internet.

“Eles não conseguem mais manipular a opinião pública e, com um falso argumento de combater as mentiras nas redes sociais, cada dia fica mais claro que a real intenção é censurar quem fala algo que os desagrada ou é contra o atual governo. Não suportam quem tem uma opinião diferente deles”, justificou.

O parlamentar indicou que a catástrofe no Rio Grande do Sul “provou a importância da internet livre”. Ele recordou o incidente dos veículos de carga que transportavam doações para o Estado e que foram impedidos de prosseguir nas rodovias devido ao excesso de peso ou à ausência de nota fiscal.

“A grande mídia chegou a dizer que era fake news, mas, graças à internet, não só ficou provado como a ANTT comunicou que as multas seriam canceladas”, argumentou o parlamentar.

Ex-Ministro de Lula Solicita Inquérito por ‘Fake News’ Mirando a Família Bolsonaro

Flávio Bolsonaro enfatizou que, apesar de haver evidências de que as informações rotuladas como fake news seriam, na verdade, verdadeiras, Paulo Pimenta, que na época era ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom), pediu uma investigação sobre supostas desinformações acerca da tragédia no RS.

“Qual a real intenção dele?”, questionou o senador. “E por que ao invés de mandar ao Rio Grande do Sul servidores técnicos e com experiência nesse tipo de situação, o Lula manda o seu ministro da propaganda? Ele está preocupado com as narrativas ou em ajudar o povo gaúcho?”

As críticas publicadas nas redes sociais pelo deputado (PL) às ações do governo federal no Rio Grande do Sul, tornaram-no um dos alvos das investigações da Polícia Federal (PF).

Flávio Bolsonaro afirmou que a “liberdade de opinião corre sério risco no Brasil” nesta quarta-feira, 28, quando serão analisados os vetos da Lei de Segurança Nacional pelo Congresso.

“São dispositivos da Lei de Segurança Nacional que foram vetados pelo presidente Bolsonaro e que agora a base do governo Lula quer derrubar esses vetos, para que eles determinem o que você pode ou não falar nas redes sociais”, argumentou. As informações são da Revista Oeste.

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *