Siga-nos em

Buscas no site

Funcionária é Demitida De Hospital Após Recusar Vacina Contra Covid 19
Funcionária é Demitida De Hospital Após Recusar Vacina Contra Covid 19
Funcionária é Demitida De Hospital Após Recusar Vacina Contra Covid 19

BRASIL

Funcionária é demitida de hospital após recusar vacina contra covid-19

Mulher, que era auxiliar de limpeza de uma unidade hospitalar no ABC Paulista, foi desligada por justa causa ao negar imunização

Mulher, que era auxiliar de limpeza de uma unidade hospitalar no ABC Paulista, foi desligada por justa causa ao negar imunização

Uma funcionária do Hospital Infantil Municipal Márcia Braido, em São Caetano do Sul, no ABC Paulista, foi demitida por se recusar a tomar a vacina contra a covid-19. O TRT (Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo) confirmou a decisão por justa causa na última segunda-feira (19).

A mulher, que trabalhava na unidade como uma auxiliar de limpeza, admitiu ao longo do processo que realmente não vai se imunizar. No documento do caso, a funcionária alegou que “não lhe foi dada a oportunidade de justificar sua recusa, tendo sido surpreendida com a rescisão de seu contrato por justo motivo”.

O hospital diz que a profissional foi orientada a se vacinar contra o novo coronavírus “já que o governo havia disponibilizado de forma emergencial a vacina para o grupo de funcionários que atuam em hospitais, e, portanto, exercem suas funções na chamada linha de frente ao combate contra o novo coronavírus”.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Ao longo do documento, a unidade ressaltou que foram feitas campanhas instruindo sobre a necessidade de vacinação.

Em maio, a Justiça do Trabalho de São Paulo já havia validado a dispensa por justa causa da auxiliar, em decisão proferida na 2ª Vara do Trabalho de São Caetano do Sul, pela juíza Isabela Flaitt.

Na última segunda-feira (19), o Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo (TRT-2) confirmou a decisão de primeira instância. Reconheceu, portanto, a demissão por justa causa da mulher.

Propaganda. Role para continuar lendo.

As informações são do Portal R7


Covid-19: 711 pessoas morreram no DF após 1ª dose de vacina

Eric Clapton recusa fazer shows em locais que exigem vacinação

‘Jornalista’ da CNN ofende Jair Bolsonaro durante vacinação

Adolescente teve parada cardíaca depois do exercício seis dias após a vacina Pfizer


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Vereador usou rede social para expor o caso

MUNDO

A decisão do governo se estende a todos os funcionários das instituições de ensino que não cumprirem esses requisitos

BRASIL

Desembargadora acatou argumentos para vetar exigência imposta pelo município do Rio

BRASIL

Aposta seria sobre a questão dos anticorpos de Covid-19

Anúncios