Siga-nos em

Buscas no site

Hugo Carvajal
Hugo Carvajal
Hugo Carvajal deixa a prisão em Estremera, na Espanha, em 2019 Foto: JAVIER BARBANCHO / REUTERS

MUNDO

‘Governo venezuelano financiou Lula’, denuncia ex-chefe de inteligência militar chavista

O material do “El Pollo” foi obtido pelo jornal espanhol Ok Diario.

O material do “El Pollo” foi obtido pelo jornal espanhol Ok Diario.

O ex-chefe de inteligência e contrainteligência militar da Venezuela, Hugo Carvajal, entregou a um juiz espanhol diversos documentos em que admite ter financiado ilegalmente movimentos políticos de esquerda na América Latina e na Europa.

Em um informe para o Tribunal Central de Instrução número 6 com o título “Financiamento Ilegal do Podemos“, nome de um partido de esquerda espanhol, Carvajal diz que o governo da Venezuela chegou a financiar “Lula da Silva no Brasil”.

“O governo venezuelano financiou ilegalmente movimentos políticos de esquerda pelo mundo durante pelo menos 15 anos, entre eles a criação do partido político espanhol Podemos. Enquanto fui diretor de inteligência e contrainteligência militar da Venezuela, recebi uma grande quantidade de relatórios mostrando que esse financiamento internacional estava ocorrendo. Exemplos concretos são: Néstor Kirchner, na Argentina, Evo Morales na Bolívia, Lula da Silva no Brasil, Fernando Lugo no Paraguai, Ollanta Humala no Peru, (Manuel) Zelaya em Honduras, Gustavo Petro na Colômbia, Movimento 5 Estrelas na Itália e Podemos na Espanha. Todos esses foram revisados como receptores de dinheiro enviado pelo governo venezuelano“, escreveu El Pollo.

Carvajal ainda precisará provar com documentos suas acusações. Como o interesse da Justiça espanhola é no financiamento ilegal do partido Podemos, ele descreveu como se dava esse processo.

Propaganda. Role para continuar lendo.

O ex-chavista afirmou que teve conhecimento de entrega de dinheiro vivo na Venezuela, proveniente da Embaixada de Cuba em Caracas. Também foi informado da entrega de dinheiro vivo na Espanha, por meio de malas diplomáticas venezuelanas e de empresas de fachada espanholas.

“O informante recolhia o dinheiro na embaixada de Cuba na Venezuela e o levava para o ministério de Relações Exteriores da Venezuela, onde era recebido por Williams Amaro. Williams Amaro os rotulava como malas diplomáticas e as enviadas para a embaixada da Venezuela na Espanha. Na Embaixada, era retirado por Ramon Gordils, que logo fazia a entrega em dinheiro vivo para Juan Carlos Monedero“, relata Carvajal.

Monedero é o fundador do partido de esquerda espanhol Podemos que visitou Lula na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, em 2018.


Para Renan, amizade com Lula não ‘tira legitimidade’ da CPI

Ciro acusa Lula de conspirar pelo impeachment de Dilma

Lula quer Renan no comando do Senado e Eunício na Câmara

Lula e Ciro receberam quase R$ 1 milhão do PT e PDT em dois anos


Propaganda. Role para continuar lendo.
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Anúncios