Siga-nos em

Buscas no site

Israel Divulgará Nomes De Cidadãos Que Não Foram Vacinados Contra A Covid
Israel Divulgará Nomes De Cidadãos Que Não Foram Vacinados Contra A Covid
Israel Divulgará Nomes De Cidadãos Que Não Foram Vacinados Contra A Covid

Notícias

Israel divulgará nomes de cidadãos que não foram vacinados contra a Covid

No entanto, a medida atraiu reações de críticos que levantam questões de privacidade para aqueles que optam por não se vacinar.

O parlamento de Israel aprovou uma lei na quarta-feira que permite ao governo compartilhar, com outras autoridades, as identidades das pessoas que não receberam a vacina.

A medida, aprovada com 30 votos a favor e 13 contra, permite às autarquias, ao diretor-geral do Ministério da Educação e a alguns do Ministério da Previdência, o direito de receberem os nomes, Residências e números de telefone dos cidadãos não vacinados contra a covid-19.

O partido Likud de Netanyahu defendeu a lei puramente como um meio de promover a vacinação. A medida visa permitir que esses órgãos “encorajem as pessoas a vacinar, dirigindo-se a eles pessoalmente”, de acordo com um comunicado parlamentar.

No entanto, a medida atraiu reações de críticos que levantam questões de privacidade para aqueles que optam por não se vacinar.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Relatórios do Haaretz: quando o que está em jogo é um direito importante e vulnerável como a privacidade, que já está sendo corroída, é essencial garantir não apenas que a proposta seja eficaz, mas também que não haja uma forma igualmente eficaz que infrinja menos as pessoas direitos e que o benefício esperado da proposta supera o dano à privacidade. Essa avaliação deve ser feita de maneira inteligente, e não em uma atmosfera de histeria.

O fato de que a grande maioria das pessoas que provavelmente correm alto risco de contrair o coronavírus (idosos e pessoas com condições médicas preexistentes) já foram vacinadas (ou estão em processo de fazê-lo) – e esse fato é para crédito de Netanyahu, uma vez que ele desempenhou um papel nisso – permite a Israel agir de uma forma ponderada.

Além disso, já aprendemos a ser cautelosos com os lampejos de gênio de Netanyahu no que diz respeito à privacidade, como o rastreamento de celulares do serviço de segurança do Shin Bet. Esse rastreamento, além de violar gravemente nossa privacidade, se mostrou ineficaz na identificação de pacientes com coronavírus, mas também é difícil de ser eliminado.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Na verdade, os governos raramente dão um passo à frente e um passo atrás quando começam a atropelar os direitos constitucionais. Não só é muito difícil para o direito em questão reconquistar o terreno que perdeu, mas pior ainda, cada uma dessas retiradas abre caminho a novas violações a esse direito, uma vez que já não goza do seu estatuto anterior, já tendo sido enfraquecido.


CORONAVÍRUS: INFECÇÕES despencando mesmo SEM VACINAÇÃO em massa! O ESTRANHO CASO DA ÍNDIA

Pesquisadores: Taxas De Mortalidade Disparam Em Israel Após Vacinação contra COVID Da Pfizer

“Perda total da confiança”: metade dos profissionais de saúde domiciliar franceses dizem que resistirão a tomar vacina

Hospitais Na França São Obrigados A Diminuir a vacinação contra Covid Enquanto Os Profissionais Da Saúde Adoecem Em Massa


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

MUNDO

Uma mulher do Alasca disse que testou positivo para COVID-19 depois de ter sido totalmente vacinada - e depois de já ter contraído o...

BRASIL

Marilene Saade, mulher do ator, contou que ele tomou as 2 doses da vacina Coronavac; a primeira no dia 9 de fevereiro e a...

Artigos

O coquetel fora utilizado no ano passado, no tratamento do então presidente Donald Trump

Artigos

Este microchip é inserido abaixo da pele. Se você tiver infecção, este chip aciona o sensor.

Anúncios