Siga-nos em

Buscas no site

Mais De 160.000 Franceses Protestam Contra A Vacinação Obrigatória E Passaportes De Saúde
Mais De 160.000 Franceses Protestam Contra A Vacinação Obrigatória E Passaportes De Saúde
Mais De 160.000 Franceses Protestam Contra A Vacinação Obrigatória E Passaportes De Saúde

MUNDO

Mais de 160.000 franceses protestam contra a vacinação obrigatória e passaportes de saúde

Mais de 11.000 pessoas se manifestaram somente em Paris.

Mais de 11.000 pessoas se manifestaram somente em Paris.

Em toda a França, mais de 160 mil manifestantes foram às ruas contra a vacinação contra covid, obrigatória para alguns grupos profissionais, e a ampliação do passaporte de saúde.

Em Paris e outras cidades da França, milhares se manifestaram no sábado contra a vacinação corona, obrigatória para alguns grupos profissionais, e a ampliação do passaporte de saúde. O canal de notícias francês Franceinfo, citando o Ministério do Interior, noticia mais de 160.000 manifestantes. Só em Paris, mais de 11.000 pessoas foram às ruas.

Paralelamente aos protestos, eclodiram motins na capital, na área da Champs-Élysées, quando a polícia usou gás lacrimogêneo e canhões de água. O ministro do Interior, Gérald Darmanin, condenou a violência contra policiais e representantes da mídia. Segundo as autoridades, nove pessoas foram presas em Paris.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Houve protestos generalizados na França desde meados de julho, depois que o governo do presidente Emmanuel Macron anunciou vacinas obrigatórias para profissionais de saúde e introduziu a exigência de “passaporte de saúde” para acesso a locais públicos com mais de 50 pessoas. Na sexta-feira, a Assembleia Nacional aprovou o projeto de lei que prevê o alargamento da obrigação de apresentar provas para quem foi vacinado, testado e recuperado.

Se o Senado, na qualidade de segunda câmara do parlamento, aprovar a nova lei, a obrigação de apresentar provas também será obrigatória para visitas a trens de longa distância, bares, restaurantes e shopping centers a partir de agosto. Os membros da Assembleia Nacional aprovaram em primeira leitura o plano de vacinação obrigatória para os trabalhadores da saúde.

As informações são da RT em alemão

Propaganda. Role para continuar lendo.

Incrível: Polícia francesa participa de protesto contra vacinação obrigatória

Franceses protestam contra passaporte sanitário da Covid-19

Segregação: A França passa a restringir restaurantes àqueles vacinados ou com teste negativo para COVID-19

A maior Evidência que o Papa Francisco é esquerdista é sua hipocrisia na defesa da vida


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Vereador usou rede social para expor o caso

MUNDO

A decisão do governo se estende a todos os funcionários das instituições de ensino que não cumprirem esses requisitos

BRASIL

Programa da Jovem Pan teve acesso a uma carta de Carla Von Gabriel Wong

BRASIL

Desembargadora acatou argumentos para vetar exigência imposta pelo município do Rio

Anúncios