Siga-nos em

Buscas no site

Pastor Silas Malafaia Saiu Em Defesa Do Jogador De Vôlei Maurício Souza
Pastor Silas Malafaia Saiu Em Defesa Do Jogador De Vôlei Maurício Souza
Pastor Silas Malafaia saiu em defesa do jogador de vôlei Maurício Souza Foto: PR/Alan Santos

BRASIL

Malafaia apoia Maurício Souza: ‘Falou o que a maioria pensa’

Pastor evangélico se disse indignado com ataques ao jogador de vôlei

Pastor evangélico se disse indignado com ataques ao jogador de vôlei

O pastor Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, foi mais uma personalidade a manifestar apoio ao jogador de vôlei Maurício de Souza, que teve o contrato rescindido pelo Minas Tênis Clube, nesta quarta-feira (27), após criticar a criação de um Superman bissexual.

Em um vídeo nas redes sociais, o líder evangélico afirmou que “a censura no século XXI é pior que o fascismo, nazismo, comunismo e radicalismo islâmico”.

Malafaia também lembrou que conservadores, líderes religiosos, o presidente da República e até Jesus Cristo são alvos de duras críticas nas redes sociais, e que elas circulam livremente.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– Se você não pensa igual àquele lixo moral, eles chamam você de homofóbico, de fundamentalista, retrógrado e por aí afora. Você deve falar o que eles querem, o que eles pensam. O que está acontecendo? Que sociedade é essa? – questionou o religioso.

O pastor encerra o vídeo destacando que o posicionamento de Maurício é a visão da maioria da sociedade brasileira.

– Você [Maurício] tem direito de se expressa. O que você falou é o que maioria da sociedade brasileira pensa. A minoria quer impor o seu estilo de vida à maioria, e nós não vamos aceitar! – finalizou.


Maurício Souza se expressa em vídeo: “Defendo o que acredito”

Casagrande baixa o nível e ataca Maurício Souza: “Homofóbico, covarde e mau-caráter”

Após afastamento de Maurício, colegas do Minas ameaçam sair

Bolsonaro fala sobre punição de Maurício: “Tudo é homofobia”


1 Comment

1 Comment

  1. Adilson

    29/10/2021 em 6:19 pm

    Eles não querem criminalizar a opinião. Eles vão criminalizá-la.
    Por enquanto estão censurando, “lacrando” coisas aparentemente sem grande importância.
    Aguarde: Logo mais veremos!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Anúncio do investimento ocorreu nesta segunda-feira. Recursos também serão usados na criação de outros dois museus em SP

BRASIL

Em nota, UFPel disse que abriu processo para apurar o caso

MUNDO

Reportagem retrata centros e institutos que enaltecem o regime da Coreia do Norte

BRASIL

Pastor gravou um vídeo para comentar críticas sofridas pela primeira-dama

Anúncios