Siga-nos em

Buscas no site

Pastor Silas Malafaia
Pastor Silas Malafaia
Pastor Silas Malafaia Foto: Reprodução

BRASIL

Malafaia revela três ministros ‘contrários’ a Mendonça no STF

Em vídeo, pasto cobrou um posicionamento público de Ciro Nogueira, de Fábio Faria e de Flávia Arruda

Em vídeo, pasto cobrou um posicionamento público de Ciro Nogueira, de Fábio Faria e de Flávia Arruda

Nesta segunda-feira (11), o pastor Silas Malafaia publicou um vídeo em suas redes sociais revelando quais os ministros de Jair Bolsonaro estariam ‘prejudicando’ a indicação de André Mendonça ao Supremo Tribunal Federal (STF). Na gravação, o pastor cobrou uma defesa pública feita por Ciro Nogueira, por Fábio Faria e por Flávia Arruda ao indicado de Bolsonaro.

Ex-advogado-geral da União, Mendonça foi indicado em 12 julho pelo presidente Jair Bolsonaro para ocupar a vaga deixada pelo ministro Marco Aurélio de Mello no STF. Mas, desde então, seu nome não passou pelo primeiro passo para ingressar na Corte, já que Alcolumbre ainda não definiu a data do procedimento.

Malafaia iniciou seu vídeo afirmando que a indicação de Mendonça não foi feita por lideranças evangélicas, mas sim de Bolsonaro.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– É inacreditável. Ministros de Bolsonaro, cujos gabinetes ficam no Palácio do Governo (…) são contra a indicação de André Mendonça ao STF? (…) Nós não indicamos, líderes evangélicos, André Mendonça (…) A indicação é do presidente Jair Messias Bolsonaro – afirmou.

Ele então questionou um jantar que o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, teria tido com o senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid e um dos principais opositores de Bolsonaro.

– Como pode, gente? A Folha de São Paulo dizendo que Ciro Nogueira, ministro da Casa Civil, um dos mais importantes cargos políticos, vai jantar com Renan Calheiros. O cara que quer destruir Bolsonaro por interesses políticos – apontou.

O pastor então cobrou um posicionamento público de Nogueira em defesa da indicação de Mendonça.

– Se o senhor Ciro Nogueira não foi jantar com ele [Calheiros], e se o senhor Ciro Nogueira é a favor da indicação de André Mendonça, convoque a imprensa, não é pra mim não. O senhor é obrigado a vir a público dar uma satisfação – pontuou.

Malafaia então falou sobre o ministro das Comunicações, Fábio Faria. De acordo com o pastor, o ministro negou que tenha ido a algum jantar, como dito pela Folha. Silas Malafaia, no entanto, também cobrou apoio de Faria.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– Ministro, o senhor é obrigado emitir uma nota clara de apoio a André Mendonça. Os ministros palacianos são políticos, ele [Fábio Faria], o ministro Ciro Nogueira, e a ministra Flávia Arruda que é da Secretaria de Governo, são políticos. Eles são obrigados a emitirem nota e trabalharem pela indicação do presidente. Isso é uma vergonha, minha gente – destacou.

Por fim, ele voltou a dizer que André Mendonça não foi indicado por líderes evangélicos e cobrou mais uma vez uma defesa pública dos ministros ao indicado de Bolsonaro para o Supremo.

– Não é pastor que está indicando André Mendonça. É uma vergonha, um preconceito e uma tremenda de uma safadeza contra André Mendonça. A indicação de ministros do STF é política. Vou repetir aqui, os ministros Ciro Nogueira, Fábio Farias e Flávia Arruda, que são políticos e ministros do Palácio, são obrigados a defenderem a indicação do presidente Bolsonaro, são obrigados a trabalharem em favor de André Mendonça. Não querem, caiam fora daí. Não pode estar aí nesse lugar – ressaltou.


Malafaia promete denúncia “arrasa quarteirão” sobre dois ministros: “Perderam condição moral”

Malafaia manda recado a Alcolumbre sobre Mendonça: “Não adianta joguinho sujo”

Malafaia defende Alexandre Garcia e chama CNN de ‘lixo’

Malafaia: “Quem comanda a picaretagem é o Grupo Globo”


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Presidente disse a evangélicos da Assembleia de Deus esperar que seu indicado, André Mendonça, chegue ao STF e defenda pautas conservadoras

BRASIL

Ministros consideraram medida em vigor no Mato Grosso do Sul inconstitucional

BRASIL

Ações que foram propostas pela PGR em 2013 podem chegar ao Plenário do Supremo em breve

BRASIL

Ex-deputado afirmou que a advogada Viviane de Moraes "é a única maneira de virar o jogo naquela caverna"

Anúncios