Siga-nos em

Buscas no site

Manifestantes Contra O Aborto Realizam Protestos Na Croácia
Manifestantes Contra O Aborto Realizam Protestos Na Croácia
Manifestantes Contra O Aborto Realizam Protestos Na Croácia

MUNDO

Manifestantes contra o aborto realizam protestos na Croácia

O aborto é legalizado no país desde 1978

O aborto é legalizado no país desde 1978

Na Croácia, país de maioria católica (90%), milhares de manifestantes antiaborto saíram às ruas neste sábado (29). O objetivo foi reivindicar ao governo que endureça a legislação em relação às regras do aborto no país. O aborto é legal até a décima semana de gravidez desde 1978, quando a Croácia fazia parte da Iugoslávia comunista. Contudo, a lei permite que os médicos recusem a prática do aborto (objeção de consciência).

Grande parte dos manifestantes se concentrou em Zagreb, a capital croata, com bandeiras da pátria e faixas com a expressão Unborn Lives Matter Too (vidas que ainda não nasceram também importam).

– É nosso dever defender a proteção de toda a vida humana, incluindo a de crianças em gestação – disse Luka Hudincec, um dos organizadores do protesto.

Zagreb está em período eleitoral, e o principal candidato é esquerdista, fazendo com que esse protesto fosse muito aguardado.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– Esperamos que os políticos que nos representam a nível local e nacional respeitem o direito humano mais fundamental: o direito de viver – disse Stjepan, outro organizador do evento.

Grupos políticos de esquerda e movimentos feministas marcaram presença em oposição ao protesto contra o aborto, vestindo aventais manchados de sangue e exibindo instrumentos alusivos à forma como são feitos abortos ilegais.

Em 2017, o Tribunal Constitucional ordenou que o parlamento elaborasse uma nova legislação sobre o aborto, considerando que a lei atual está desatualizada, alimentando o medo de restrições entre os defensores da prática do aborto.


Argentina atualiza normas para facilitar e impulsionar aborto

Argentina: Pai argentino implora pela vida de seu bebê enquanto mãe quer aborto

Argentina registra 1ª morte no país por ‘aborto legalizado’

Bolsonaro quer instituir Dia Nacional de Conscientização sobre Riscos do Aborto


Propaganda. Role para continuar lendo.
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Artigos

Enquanto 51% achavam que usar canudos de plástico é sempre ou geralmente moralmente errado, apenas 20% achavam o mesmo para "morrer assistido por médico"...

MUNDO

Proposta foi escrita por deputado socialista

MUNDO

Na Alemanha, matar embriões de pintinhos será ilegal, enquanto bebês humanos ainda estão sendo arrancados do útero de suas mães e assassinados.

MUNDO

A recente lei de aborto do país é provavelmente inconstitucional e não pode ser aplicada até uma decisão da Suprema Corte, declarou um juiz...

Anúncios