Siga-nos em

Buscas no site

Médico De 44 Anos, Vacinado E Sem Comorbidades, Morre De Covid No Paraná
Médico De 44 Anos, Vacinado E Sem Comorbidades, Morre De Covid No Paraná
Médico De 44 Anos, Vacinado E Sem Comorbidades, Morre De Covid No Paraná

BRASIL

Médico de 44 anos, vacinado e sem comorbidades, morre de covid no Paraná

Segundo o Conselho Regional de Medicina do Paraná, ele não tinha comorbidades e havia tomado as duas doses da vacina contra a covid-19

O ortopedista Leonardo Oliveira Nobre, 44 anos, morava em Curitiba, era casado e pai de duas crianças pequenas. Segundo o Conselho Regional de Medicina do Paraná, ele não tinha comorbidades e havia tomado as duas doses da vacina contra a covid-19

O ortopedista Leonardo Oliveira Nobre, 44 anos, morreu após contrair a covid-19, em Curitiba, mesmo após ter sido imunizado contra o vírus. Segundo o Conselho Regional de Medicina do Paraná, o médico não tinha comorbidades e deixou dois filhos pequenos. Leonardo estava internado no Hospital Marcelino Champagnat e foi a óbito nesta quarta-feira (23). “Sem comorbidade e imunizado com as duas doses da vacina, ele teve complicações pela covid-19. Sua morte eleva para pelo menos 78 o total de médicos falecidos no Paraná por causa da doença”, informou o CRM-PR.

Natural de Pelotas, no Rio Grande do Sul, Leonardo morava em Curitiba, no Paraná, e era chefe do Grupo do Ombro do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Universitário Cajuru/PUCPR e presidente da Comissão de Ensino e Treinamento da SBOT-PR. O funeral ocorreu nesta quinta-feira (24), em cerimônia restrita à família no Crematório Vaticano, em Almirante Tamandaré. Não houve velório.

A notícia da morte do jovem médico gerou repercussão nas redes sociais. “Muito triste. É difícil assimilar essa notícia; tão jovem e cheio de vida… Que o Senhor o tenha em seus braços; descanse em paz! Meus sentimentos e orações pelo conforto espiritual aos familiares!”, escreveu uma amiga. “Que tristeza! Vai em paz grande Cliff. Sentimentos e força para toda família!”, disse outro.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Os Hospitais Marcelino Champagnat e Universitário Cajuru lamentaram o falecimento: “Leonardo fazia parte do Corpo Clínico do Hospital Universitário Cajuru desde 2009 e do Marcelino Champagnat desde 2011 e contribuiu, de forma inestimável, para o bem-estar dos pacientes e para a formação de médicos residentes. Os hospitais e colaboradores oferecem sua solidariedade aos familiares e amigos.”

As informações são da revista Crescer


Mesmo vacinado, José Serra é internado com Covid-19 em São Paulo

Hipocrisia: Depois de aglomerar em live, ex-BBB critica governo após pai ser diagnosticado com Covid-19 mesmo vacinado

Quase 4.000 pessoas totalmente vacinadas em Massachusetts testam positivo para COVID-19

Chile avalia distribuir terceira dose de vacina contra covid-19


Propaganda. Role para continuar lendo.
3 Comentários

3 Comentários

  1. EDUARDO SOUZA DE OLIVEIRA

    24/06/2021 em 9:34 pm

    poe por gentileza o nome da vacina!!!

    • ContraFatos

      25/06/2021 em 11:38 am

      Não foi informado o nome da vacina. Se conseguirmos essa informação incluiremos na publicação.

    • Luiza Ariana Da Rocha Mota Ferraz

      26/06/2021 em 2:18 pm

      Exatamente, acredito que neste momento super delicado para toda a humanidade não faz sentido esconder o nome da vacina, afinal se é uma informação de interesse de todos deve ser divulgada .

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Músico, de 63 anos de idade, deu declarações em uma rede social

Artigos

“A sensação que temos é que, de repente, as crianças estão todas adoecendo ao mesmo tempo”.

MUNDO

Os manifestantes anti-lockdown foram proibidos de se reunir em Berlim no fim de semana por juízes que argumentaram que as manifestações podem espalhar o...

MUNDO

O México não será refém de empresas farmacêuticas que só querem fazer negócios e assustar as crianças com a ideia de que é necessário...

Anúncios