Siga-nos em

Buscas no site

O Chile Não Se Tornará Um País Desenvolvido Se Não Mudar De Rumo
O Chile Não Se Tornará Um País Desenvolvido Se Não Mudar De Rumo
O Chile Não Se Tornará Um País Desenvolvido Se Não Mudar De Rumo

Artigos

O Chile não se tornará um país desenvolvido se não mudar de rumo

Ao contrário do populismo e da demagogia, a receita chilena nos últimos quarenta e cinco anos foi o respeito à propriedade privada e à liberdade empresarial; No entanto, este caminho previsto parece cada vez menos provável devido à reputação do Chile.

Ao contrário do populismo e da demagogia, a receita chilena nos últimos quarenta e cinco anos foi o respeito à propriedade privada e à liberdade empresarial;

Por muitos anos, o Chile foi a exceção na América Latina, com um modelo inédito de desenvolvimento econômico sustentado. Ao contrário do populismo e da demagogia, a receita chilena nos últimos quarenta e cinco anos foi o respeito à propriedade privada e à liberdade empresarial. Na verdade, a frase “milagre chileno” foi até usada pelo economista Milton Friedman para descrever a reorientação da economia chilena na década de 1980 do socialismo para uma economia de livre mercado. Muitos outros comentaristas que examinaram o notável crescimento do Chile nas últimas décadas chegaram a uma conclusão semelhante. Vinte anos atrás, parecia que o Chile estava a caminho de se juntar aos países desenvolvidos como os mais ricos do mundo. No entanto, este caminho previsto parece cada vez menos provável devido à reputação do Chile.

Um ano após o chamado Surto Social – um novo movimento de motins e ativismo esquerdista projetado para desfazer décadas recentes de reformas pró-mercado – é possível concluir que o Chile NÃO se tornará um país desenvolvido nas próximas décadas se continuar neste caminho. Com o sistema atual, o país não pode acabar com o declínio político, econômico e social que já dura mais de uma década. É um problema cultural, refletido em muitas áreas, incluindo violência galopante e crimes, que junto com a hibernação econômica e a irresponsabilidade dos políticos contribuíram para o colapso da economia chilena.

Indicadores internacionais explicam o desastre da economia chilena na última década:

1. O Índice de Liberdade Econômica (da Heritage Foundation e do Wall Street Journal) mostra que o Chile caiu do oitavo lugar em 2008 (o país com a economia mais livre das Américas) para o vigésimo em 2017.

2. O Índice Doing Business (Banco Mundial) indica que o Chile caiu de quadragésimo em 2008 para cinquenta e nove em 2020.

3. O Índice de Percepção de Corrupção (Transparência Internacional) mostra que o Chile caiu do vigésimo terceiro lugar em 2008 para o vigésimo sexto lugar em 2020.

4. O Índice de Competitividade Fiscal (Fundação Fiscal) coloca o Chile entre os cinco piores da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Mais especificamente, a taxa máxima de imposto sobre as empresas no Chile é de 27%, enquanto a média da OCDE é de 23% (o Chile foi o único país que aumentou esse imposto em dez pontos percentuais na última década!).

As propostas de recuperação econômica também não são promissoras. Por um lado, o plano governamental proposto “Passo a passo, o Chile se recupera” consiste no “aforismo keynesiano” – isto é, uma política fiscal frouxa de aumento sustentado dos gastos públicos (9,5% a mais que em 2020) e o financiamento de o déficit fiscal (-9,5 por cento em 2020) com maior dívida pública (que atingiria 44 por cento do PIB em 2022 e 70 por cento em 2030, o valor mais alto dos últimos trinta e cinco anos). É o prelúdio de novos aumentos de impostos para famílias e empresários no Chile. Ao mesmo tempo, a Diretoria do Banco Central do Chile concordou com o “aforismo monetarista”, uma política monetária frouxa para manter a taxa de juros da política monetária em 0,5% (mas a taxa de juros bruta deve ficar em torno de 4%!).

A teoria econômica revela que o maior risco de confisco (por exemplo, instabilidade política, corrupção do setor público, falta de ordem pública, arranjos institucionais arbitrários, manipulação do dinheiro e da oferta de crédito, altos riscos de inadimplência, impostos e regulamentos de expropriação) tendem a antecipar níveis decrescentes de empreendedorismo e, portanto, de desenvolvimento econômico. Essas intervenções afetam a capacidade e a vontade das pessoas de olhar além do presente imediato e ter uma visão de longo prazo para adotar novas ideias e assumir riscos. Como disse Jesús Huerta de Soto, “quem quer favorecer o desenvolvimento deve estimular e promover o empreendedorismo; por outro lado, quem prefere o subdesenvolvimento e os conflitos sociais deve colocar todos os tipos de obstáculos ao empreendedorismo”. Esses fatos explicam o Chile ‘

Concluindo, o Chile não será um país desenvolvido a menos que retorne a uma cultura de respeito à propriedade privada e à livre iniciativa. Isso deve ser feito ao mesmo tempo em que aborda os desafios de desenvolvimento de longo prazo, promovendo ideias de liberdade que fazem os países prosperarem.

REFERÊNCIAS

Bunn, D. e Asen, E. 2020. International Tax Competitiveness Index 2020 . Washington, DC: Fundação Fiscal. https://files.taxfoundation.org/20201009154525/2020-International-Tax-Competitiveness-Index.pdf.

Friedman, Milton. 1994. “Passing down the Chilean Recipe.” Foreign Affairs  73, no. 1: 177–78.

Huerta de Soto, Jesús. 2008. A Escola Austríaca: Ordem de Mercado e Criatividade Empresarial . Cheltenham, Reino Unido, e Northampton, MA: Edward Elgar.

———. [1992] 2010. Socialism, Economic Calculation and Entrepreneurship . Cheltenham, Reino Unido, e Northampton, MA: Edward Elgar.

Miller, T., Kim, A. e Roberts, J. 2020. Index of Economic Freedom . Washington, DC: The Heritage Foundation.

Transparência Internacional. 2020. Índice de percepção de corrupção 2019 . [Berlim]: Transparência Internacional. https://www.transparency.org/cpi2019.

Banco Mundial. 2020a. Doing Business 2020 . Washington, DC: Grupo do Banco Mundial. http://documents.worldbank.org/curated/en/688761571934946384/pdf/Doing-Business-2020-Comparing-Business-Regulation-in-190-Economies.pdf.

———. 2020b. Indicadores de desenvolvimento mundial . Washington, DC: Grupo do Banco Mundial. https://databank.worldbank.org/source/world-development-indicators.


Acordo controverso entre o Vaticano e a China renovado: ‘A Santa Sé decidiu dançar com o lobo’

Venezuela: não há solução para a escassez de gasolina no país socialista

Argentina bate recorde em novos casos de COVID-19 no mundo, apesar do bloqueio de 200 dias

Socialistas impediram que o oxigênio chegasse aos pacientes com coronavírus


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Útimas

ECONOMIA

Reino Unido está caminhando para “falências em massa de negócios” e “desemprego em massa”

MUNDO

“Todos nós temos o mesmo objetivo em mente, que é usar o processo legal nos próximos dias e semanas para garantir que o presidente...

MUNDO

Saudação dos globalistas: Angela Merkel, Presidente da UE Saudações Futuro 'Cooperação' com Joe Biden

MUNDO

Graças a Deus não cabe a Cuomo sobre como a nação procede. Ele estragou tudo em Nova York, ele não pode falhar nacionalmente.

MUNDO

O processo afirma que 92% dos votantes falecidos estão mortos há mais de um ano

Você pode gostar

ECONOMIA

Reino Unido está caminhando para “falências em massa de negócios” e “desemprego em massa”

MUNDO

“Todos nós temos o mesmo objetivo em mente, que é usar o processo legal nos próximos dias e semanas para garantir que o presidente...

MUNDO

Saudação dos globalistas: Angela Merkel, Presidente da UE Saudações Futuro 'Cooperação' com Joe Biden

MUNDO

Graças a Deus não cabe a Cuomo sobre como a nação procede. Ele estragou tudo em Nova York, ele não pode falhar nacionalmente.