Siga-nos em

Buscas no site

Oposição Venezuelana Acusa Governo De Armar Criminosos
Oposição Venezuelana Acusa Governo De Armar Criminosos
Oposição Venezuelana Acusa Governo De Armar Criminosos

MUNDO

Oposição venezuelana acusa governo de armar criminosos

Iván Simonovis disse haver aliança entre o regime de Maduro e grupos irregulares

Iván Simonovis disse haver aliança entre o regime de Maduro e grupos irregulares

A oposição venezuelana acusou o governo de entregar armas de guerra a grupos criminosos que controlam várias regiões do país, incluindo a quadrilha que nesta quinta-feira emboscou as forças de segurança do Estado, o que acarretou um tiroteio entre as partes e resultou em uma morte.

Iván Simonovis, opositor que faz parte da facção antichavista que responde a Juan Guaidó, culpou Nicolás Maduro pelo ocorrido.

– Foi a própria ditadura quem decidiu entregar armas de guerra a grupos criminosos – denunciou.

Em sua opinião, o germe dessas quadrilhas remonta ao tempo em que Hugo Chávez era presidente, de 1999 a 2013, e continuou nos mandatos de Maduro.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– Eles os transformaram no bastião da defesa da revolução. Naquela época, deixaram de ser grupos criminosos para se tornarem grupos irregulares que hoje semeiam o terror e assumem o controle territorial de várias áreas, às quais vetaram o acesso, até mesmo aos membros das forças de segurança do Estado – acusou.

Além disso, ele disse haver uma aliança entre o regime de Maduro e grupos irregulares. Isso, em sua visão, poderia gerar conflitos em outros países da região.

– Há um denominador comum entre os eventos ocorridos em Apure há um mês e agora em Cota 905, esse denominador comum se chama caos. O caos nada mais é que uma guerra híbrida cujo objetivo final é tornar o país disfuncional até que tudo desmorone – considerou Simonovis.

A oposição se referiu aos confrontos gerados no estado de Apure entre militares venezuelanos e grupos irregulares colombianos, que algumas organizações descreveram como dissidentes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Simonovis também alertou que a violência que ocorre com frequência na Cota 905 poderia se espalhar para toda a região, razão pela qual alertou a comunidade internacional para esses eventos e os vinculou a um “plano bem estruturado” com o apoio dos países aliados.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– Nada disto é casual, tudo obedece a um plano bem estruturado durante anos que tem um apoio multipolar, neste caso liderado por Rússia, China e Irã. Estes países têm seus interesses, interesses de uma guerra assimétrica contra os Estados Unidos, interesses financeiros e interesses geopolíticos. O câncer da desestabilização continuará avançando na América Latina se não for criada uma coalizão regional capaz de contrariar o avanço deste movimento e, assim, ser capaz de restaurar a tranquilidade aos cidadãos e a paz na região”, completou.

Fonte: Agência EFE


Opositores de Nicolás Maduro são excluídos da vacinação

A Academia Nacional de Medicina da Venezuela afirmou que as “gotas milagrosas” de Nicolás Maduro servem apenas como enxaguante bucal

Socialismo: O regime de Maduro vacina contra COVID-19 apenas as pessoas que têm o “Carnet de la Patria”

Ditador Maduro: variante brasileira da Covid-19 deveria se chamar “Bolsonaro”


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

O ex-vice-prefeito de Aracaju, Silvio Santos, fez uma publicação em sua conta no Instagram neste domingo,16, sobre a morte do prefeito de São Paulo,...

MUNDO

Apesar da proibição, 10.000 pessoas se reuniram em Vilnius para protestar contra o casamento para casais do mesmo sexo

BRASIL

À CNN, o ex-presidente da Câmara, que teve prisão domiciliar revogada em maio, disse que votaria em Bolsonaro em um eventual 2º turno

BRASIL

Procurador-geral da República pede que universidade apure "violação ética" do docente, por críticas feitas em artigo publicado em jornal

Anúncios