Siga-nos em

Buscas no site

Pesquisa Menos Da Metade Dos Profissionais De Saúde Da China Querem Vacina Contra O Coronavírus Chinesa
Pesquisa Menos Da Metade Dos Profissionais De Saúde Da China Querem Vacina Contra O Coronavírus Chinesa
Pesquisa Menos Da Metade Dos Profissionais De Saúde Da China Querem Vacina Contra O Coronavírus Chinesa

Artigos

Pesquisa: menos da metade dos profissionais de saúde da China querem vacina contra o coronavírus chinesa

Apenas 42 por cento dos profissionais médicos entrevistados tomariam uma vacina contra o coronavírus aprovada pelo governo chinês

Apenas 42 por cento dos profissionais médicos entrevistados tomariam uma vacina contra o coronavírus aprovada pelo governo chinês

Menos da metade dos profissionais de saúde entrevistados recentemente na província chinesa de Zhejiang receberiam uma vacina chinesa contra o coronavírus após sua aprovação de emergência, enquanto apenas um quarto dos trabalhadores médicos em Zhejiang estão dispostos a receber uma vacina contra o coronavírus assim que estiverem disponíveis para todas as pessoas.

O centro de prevenção e controle de doenças de Zhejiang (CDC) entrevistou 756 profissionais de saúde e prevenção de epidemias na província oriental para a pesquisa de vacinas, divulgada em 18 de fevereiro. Apenas 42 por cento dos profissionais médicos entrevistados tomariam uma vacina contra o coronavírus aprovada para uso emergencial pelo governo chinês e “menos ainda, apenas 28 por cento, disseram que estavam dispostos a tomar uma injeção por conta própria assim que as vacinas estivessem no mercado para todos”, relatou o South China Morning Post  (SCMP) na sexta-feira.

Os autores do estudo do CDC de Zhejiang disseram que a maioria das pessoas que expressaram relutância em ser vacinadas citou preocupações sobre os potenciais efeitos colaterais à saúde que as inoculações podem causar. Em resposta, eles recomendaram que o governo provincial deveria educar ainda mais o público sobre a “eficácia e segurança” das vacinas feitas na China.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Em Xangai, que faz fronteira com Zhejiang, o CDC municipal entrevistou 1,8 milhão de residentes no mês passado e descobriu que apenas metade dos entrevistados estaria disposta a receber uma vacina contra o coronavírus chinesa, de acordo com o SCMP.

Os dois resultados recentes da pesquisa chinesa contradizem as conclusões de um estudo divulgado em dezembro pelo Fórum Econômico Mundial e pela empresa de pesquisa de mercado Ipsos. A pesquisa global abrangeu 15 nações e foi realizada entre 17 e 20 de dezembro entre 13.500 adultos.

“[V] a intenção de vacinação é maior na China, onde 80 por cento dos entrevistados concordaram fortemente ou até certo ponto com a afirmação ‘se uma vacina para COVID-19 [coronavírus] estivesse disponível, eu tomaria”, relatou o Fórum Econômico Mundial.

Autoridades de saúde chinesas reconheceram recentemente que a confiança do público nas vacinas feitas pelo Estado continua baixa.

“Franqueza e transparência são a única maneira segura de combater a hesitação da vacina”, escreveu uma equipe de especialistas em saúde pública da Universidade de Hong Kong em um boletim semanal do CDC nacional chinês publicado na semana passada.

“É necessária a divulgação completa e sistemática de dados de ensaios clínicos e estudos empíricos pós-implementação”, recomendaram.

As empresas farmacêuticas estatais chinesas causaram vários escândalos de saúde na China nos últimos anos, fabricando e vendendo vacinas vencidas ou ineficazes.

Propaganda. Role para continuar lendo.

As autoridades chinesas prenderam 70 pessoas envolvidas em pelo menos 20 casos criminais por vender vacinas falsas contra o coronavírus nas últimas semanas, como parte de uma repressão nacional. Um homem preso, identificado como Kong, liderou uma fraude multimilionária em que distribuiu solução salina e água mineral como vacinas chinesas contra o coronavírus.

“Kong e sua equipe obtiveram um lucro de 18 milhões de yuans (US $ 2,78 milhões) colocando solução salina ou água mineral em seringas e vendendo-as como vacinas de Covid [coronavírus] desde agosto do ano passado”, relatou a BBC em 16 de fevereiro, citando detalhes de um decisão do tribunal divulgada esta semana.


Moradores do distrito de Xangai se recusam a tomar vacina contra o coronavírus chinesa

Polícia chinesa prende 80 pessoas por vender vacinas falsas contra o coronavírus

Indonésia toma medidas para punir os cidadãos que recusam a vacina contra COVID

Médico chinês: Vacina Chinesa da Sinopharm é a “mais insegura do mundo” com 73 efeitos colaterais


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

MUNDO

Índia: Infecções por coronavírus em grande queda mesmo sem uma vacinação em massa: esta estranha situação está ocorrendo na Índia, surpreendendo até mesmo os...

MUNDO

“Chamamos isso de 'pulseira da liberdade' porque não estamos prendendo ninguém, mas dando a oportunidade de voltar para casa”.

MUNDO

Novos números surpreendentes da França sugerem o que é, sem dúvida, uma tendência global mais ampla de hesitação e ceticismo quando se trata do...

Anúncios