Siga-nos em

Buscas no site

Grupo Sujou Fachada Da Aprosoja No DF
Grupo Sujou Fachada Da Aprosoja No DF
Grupo sujou fachada da Aprosoja no DF Foto: Reprodução/Poder360

BRASIL

Prédio da Aprosoja no DF é alvo de vandalismo contra Bolsonaro

Movimentos de esquerda, como o MST, participaram da ação que promoveu pichação na fachada da entidade

Movimentos de esquerda, como o MST, participaram da ação que promoveu pichação na fachada da entidade

Movimentos de esquerda praticaram atos de vandalismo nesta quinta-feira (14) contra o prédio da sede da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja), no Lago Sul, em Brasília. Durante um ato no local, grupos sujaram a fachada da entidade e picharam diversos dizeres contra o governo do presidente Jair Bolsonaro.

Participaram da ação o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM), o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), a Pastoral da Juventude Rural (PJR), o Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), o Movimento de Mulheres Camponesas (MMC) e outros grupos de esquerda.

Em agosto deste ano, o presidente da associação, Antônio Galvan, foi alvo de mandados de busca a apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) após ele manifestar apoio aos atos realizados no dia 7 de Setembro. Nas vésperas do ato, o STF chegou a bloquear R$ 20 milhões.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Jornalista acusa partidos de esquerda de ligação com o narcotráfico

Hipocrisia Esquerdista: Antes de Bolsonaro, Haddad vetou distribuição ‘gratuita’ de absorvente

Esquerdismo: Parlamento da Venezuela aprova lei para uso de linguagem neutra

Fundadora do PSOL dispara: “Lula é um traidor da esquerda”


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Notícias

Obras trazem personagens como Che Guevara apresentados como pessoas sem defeitos e uma Cuba sem crianças de rua

BRASIL

Longa-metragem dirigido por Wagner Moura recebeu média de apenas 3,6 pontos no site IMDb

BRASIL

Cerimônia de entrega ocorreu menos de 10 dias depois da invasão e depredação da Aprosoja

BRASIL

Anderson Campos se referiu à apresentadora como "assediadora de menores"

Anúncios