Siga-nos em

Buscas no site

Prefeitura De Campinas Ameaça Bloquear CPF De Cidadãos Que Não Receberem Vacina
Prefeitura De Campinas Ameaça Bloquear CPF De Cidadãos Que Não Receberem Vacina
Prefeitura De Campinas Ameaça Bloquear CPF De Cidadãos Que Não Receberem Vacina

BRASIL

Prefeitura de Campinas ameaça bloquear CPF de cidadãos que não receberem vacina

“Não marque bobeira na vacinação contra a Covid-19! Você pode acabar bloqueando seu CPF em duas situações”, disse a prefeitura da cidade.

“Não marque bobeira na vacinação contra a Covid-19! Você pode acabar bloqueando seu CPF em duas situações”, disse a prefeitura da cidade.

O prefeito de Campinas, São Paulo, Dário Saadi, lançou uma campanha de ameaça a seus cidadãos. Segundo uma publicação da prefeitura nessa quinta-feira (22), quem não receber a vacina contra a Covid-19 poderá ter o CPF bloqueado.

“Não marque bobeira na vacinação contra a Covid-19! Você pode acabar bloqueando seu CPF em duas situações”, disse a prefeitura da cidade.

Caso os cidadãos não compareçam na data agendada para receber a primeira dose do imunizante e não justifiquem a ausência, o bloqueio para novo agendamento será de 30 dias.

Já para a pessoa que se recusar a receber determinada vacina, o bloqueio do CPF será até a conclusão da vacinação de todo o público adulto sem comorbidades no município.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Absurdo: Não ser vacinado é como dirigir embriagado, diz governador da Califórnia

Campo Grande vai liberar eventos, mas carteira digital de vacinação será passaporte

Parlamento francês aprova passaporte da COVID e regras de vacinação obrigatória, apesar dos protestos

Cingapura: três quartos das pessoas com teste positivo são vacinadas


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Vereador usou rede social para expor o caso

MUNDO

A decisão do governo se estende a todos os funcionários das instituições de ensino que não cumprirem esses requisitos

BRASIL

Desembargadora acatou argumentos para vetar exigência imposta pelo município do Rio

BRASIL

Aposta seria sobre a questão dos anticorpos de Covid-19

Anúncios