Siga-nos em

Buscas no site

Vídeo Do TSE Em Defesa Da Urna Eletrônica Tem Chuva De Dislikes
Vídeo Do TSE Em Defesa Da Urna Eletrônica Tem Chuva De Dislikes
Vídeo Do TSE Em Defesa Da Urna Eletrônica Tem Chuva De Dislikes

BRASIL

Vídeo do TSE em defesa da urna eletrônica tem ‘chuva’ de dislikes

Primeiro vídeo de campanha da Justiça Eleitoral já passa das 10 mil descurtidas e tem menos de 300 curtidas

Primeiro vídeo de campanha da Justiça Eleitoral já passa das 10 mil descurtidas e tem menos de 300 curtidas

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) iniciou uma campanha nesta sexta-feira (14) para defender o uso da urna eletrônica. Nas redes, é o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, quem protagoniza os vídeos em que o processo de votação eletrónica é classificado como seguro, transparente e verificável. No entanto, o novo projeto foi fortemente rejeitado nas redes sociais.

Lançado na quinta-feira (13) com o título Na Urna Eletrônica Brasileira em que Você Pode Confiar! O primeiro vídeo da campanha tem uma taxa de antipatia muito alta no canal do YouTube da Justiça Eleitoral. Por volta das 10h de sexta-feira, a gravação teve pouco mais de 24.000 visualizações e já ultrapassou 10.000 “dislikes”. O número de curtidas foi de apenas 249.

Nos comentários da publicação, a situação não foi diferente. Muitos usuários pediram a implantação do voto auditável, questionando os motivos da rejeição do TSE ao mecanismo de impressão do voto eleitoral defendido por partidários do governo federal e aprovado pelo presidente Jair Bolsonaro. Na maioria das mensagens, os internautas ainda disseram não confiar no método atual.

Propaganda. Role para continuar lendo.

A iniciativa do TSE acontecerá no dia seguinte à constituição de uma comissão especial para o voto impresso auditável na Câmara, que terá por objetivo analisar a Emenda Constitucional (PEC) proposta pela deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) que atua na causa do voto impresso. A instalação ocorreu por decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

– É importante para que não paire dúvida na cabeça de nenhum brasileiro. Temos que respeitar o sistema eleitoral, mas ele também tem que ser possível de auditagem – disse Lira ao participar de um evento em Alagoas ao lado de Bolsonaro na quinta-feira.

Fonte: Pleno


Lira instala comissão que vai analisar PEC do voto impresso

Revista: Toffoli recebeu R$ 3 mi para mudar voto e R$ 1 mi por liminar, diz Cabral

Bolsonaro: “Se não tiver voto impresso, é sinal de que não vai ter eleição”

Senado: consulta pública sobre voto impresso já tem 255 mil respostas


Propaganda. Role para continuar lendo.
4 Comentários

4 Comentários

  1. PAULO

    15/05/2021 em 6:24 pm

    O STF É ANTI-DEMOCRATICO, NA SUA “DEMOCRACIA” NÃO HÁ ESPAÇO PARA O POVO, AGEM COMO FANTOCHES GLOBALISTAS E SERVE AS AGENDAS TOTALITÁRIAS DA ONU!

  2. Fernando

    15/05/2021 em 10:47 am

    Sou a favor de voto auditavel, por o Brasil mudou o voto para urna eletronica,se os paises de primeiro mundo ate hoje usam o voto em papel??!!!!

  3. Regina Coeli Sousa Maia

    14/05/2021 em 7:22 pm

    Sou contra essa colocação. Tem que ter voto auditável.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Ex-presidente da Câmara dos Deputados protagonizou embates públicos com o presidente da sigla

BRASIL

Má avaliação do tucano se reflete em suas chances de reeleição: perderia para Boulos e França

BRASIL

Jornalista da Jovem Pan criticou a postura do âncora do Jornal Nacional, da Rede Globo de Televisão, William Bonner

BRASIL

Youtuber disse que evento estava vazio

Anúncios