Karina Mauricio Anunciou Sua Saída Da Facção PCC Karina Mauricio Anunciou Sua Saída Da Facção PCC

Vídeo: “Loirinha do Tráfico” muda de facção e é morta

Karina Regiane de Assis Mauricio, conhecida como “Ariela, a Loirinha do Tráfico”, foi assassinada nesse sábado (10/2), em Ariquemes (RO)

Ariela, a Loirinha do Tráfico, cujo nome verdadeiro é Karina Regiane de Assis Mauricio, foi morta por volta das 14h do último sábado (10/2), na cidade de Ariquemes, situada no interior de Rondônia.

De acordo com o Portal CM7, Karina, recém-chegada à cidade, foi atingida por pelo menos 13 disparos na Rua Bolívia, Setor 02 de Ariquemes. Dois indivíduos são apontados como possíveis autores do delito. Após o ato, ambos escaparam utilizando uma motocicleta.

“Loirinha do Tráfico” anunciou troca

A razão para o crime estaria ligada a um possível conflito entre as gangues. Circula nas redes sociais um vídeo, registrado no final do ano anterior, onde a Loirinha do Tráfico declara sua intenção de abandonar o Primeiro Comando da Capital (PCC) para se unir ao Comando Vermelho (CV).

O Crescimento do Poder das Facções: Morte da Loirinha do Tráfico Revela Realidade Alarmante

Em 2023, o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado do Ministério Público de (MP-SP) informou que o PCC, organização para a qual a “Loirinha do Tráfico” trabalhava, atingiu um faturamento anual de R$ 5 bilhões.

O tráfico de drogas em São Paulo, principalmente o lucro da cocaína vendida para países europeus, é o que a arrecadação se refere.

A atividade que representa dois terços da receita do PCC é exclusivamente o tráfico internacional. O ramo da organização criminosa que cuida desta atividade é conhecido como “Tomate”. De acordo com o MP-SP, esse nome foi dado porque a cocaína era exportada do país escondida em carregamentos de tomates.


Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *