Siga-nos em

Buscas no site

Apresentadora Pedia Indenização De R$150 Mil à Parlamentar
Apresentadora Pedia Indenização De R$150 Mil à Parlamentar
Apresentadora Pedia Indenização De R$150 Mil à Parlamentar

BRASIL

Xuxa perde processo contra Carla Zambelli sobre livro LGBT

Apresentadora pedia indenização de R$150 mil à parlamentar

Apresentadora pedia indenização de R$150 mil à parlamentar

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou o pedido de reparação de danos morais movido pela apresentadora Xuxa Meneghel contra a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP). A ação foi ingressada após a críticas da parlamentar ao livro Maya, escrito por Xuxa e voltado ao público infantil com temática LGBTQIA+. A apresentadora pedia indenização no valor R$ 150 mil, porém foi julgado improcedente pela juíza Carolina Pereira de Castro da 15ª Vara Cível.

– O comentário da ré em uma rede social – ainda que sobre um livro que sequer havia sido lançado – reflete a liberdade de expressão e a sua limitação pode ferir preceito constitucional e caracterizar censura, o que não é permitido – declarou a juíza em sua decisão.

Em julho de 2020, Carla Zambelli escreveu nas redes sociais que “sexualizar e instigar inocentes ao sexo pavimenta a pedofilia e a depravação”, referindo-se ao livro de Xuxa.

Publicação das redes sociais

A magistrada ainda determinou que a apresentadora ex-global pague custas, despesas processuais e honorários advocatícios no valor de 10% da causa. Zambelli afirma que seus advogados irão doar o montante a entidades de caridade.


Petista quer impor a ‘Semana LGBT’ em escolas do interior

McDonald’s coloca livro com tema ‘LGBT’ para crianças no Mac Lanche Feliz

Absurdo: Em nova ação, ONG LGBT quer obrigar CBF a utilizar camisa 24

Deputado quer investigação de campanha pelo respeito LGBT com crianças


Propaganda. Role para continuar lendo.
1 Comment

1 Comment

  1. JOEL SANTOS

    28/07/2021 em 7:55 pm

    Estas pessoas se disfarçam de defensores das reivindicações de gays, lésbicas, etc, NÃO ESTAM BUSCANDO RESPEITO por estes grupos que são indecentes e NÃO RESPEITAM NINGUÉM. Na realidade eles querem que pensemos IGUAIS a eles.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Anderson Campos se referiu à apresentadora como "assediadora de menores"

BRASIL

Médico afirmou que "a dependência de drogas é um problema médico, não de polícia"

MUNDO

Personagem participa de manifestações junto ao seu parceiro

BRASIL

Monique Emer respondia à sindicância por ameaçar a vice-prefeita eleita em Caxias do Sul nas eleições de 2020

Anúncios