Siga-nos em

Buscas no site

Giulia Lucenti Estudava No Instituto Galilei
Giulia Lucenti Estudava No Instituto Galilei
Giulia Lucenti estudava no Instituto Galilei | Foto: Reprodução/Instagram

MUNDO

Adolescente tem infarto e morre 16 horas após tomar a 2ª dose da Pfizer

Caso ocorreu na Itália

Caso ocorreu na Itália

A jovem Giulia Lucenti, de 16 anos, foi sepultada na segunda-feira 13, depois de morrer vítima de um infarto. Ela foi a óbito em 9 de setembro, 16 horas após tomar a segunda dose da vacina da Pfizer. O caso ocorreu em Bastiglia, comuna de Modena, província da Itália. A prefeita da cidade, Francesca Silvestrim, decretou um dia de luto em homenagem à estudante do Instituto Galilei.

Tudo começou no meio da tarde, quando a mãe da jovem encontrou a filha sem vida no sofá, e ligou para a emergência. “Aqueles dois coágulos de sangue que saíram da veia da minha filha quando foi colocado o cateter com adrenalina no braço esquerdo, eu vi muito bem. Eram dois coágulos, não sangue líquido”, declarou Oxana Lucenti, ao jornal Notizie.it, ao relatar o atendimento médico.

Oxana acusa o resgate de negligência pelo não uso do desfibrilador. “Talvez, teria ajudado a reiniciar o batimento cardíaco”, disse. Embora o pai da adolescente não acredite que a causa da morte esteja relacionada à vacina, a família apresentou uma denúncia ao Ministério Público do país para ir mais a fundo. “Só a autópsia vai esclarecer”, afirmou a mãe, ao jornal. Giulia tinha uma imperfeição minúscula na válvula mitral, mas levava uma vida normal.

Propaganda. Role para continuar lendo.

As informações são da Revista Oeste


Mãe de jovem que morreu após vacina publica carta aberta a ministro da Saúde

Governo do PT na Bahia passará a exigir “passaporte da vacina” em ambientes coletivos

A Pfizer Inicialmente recusou a oferta para desenvolver a vacina Covid, acreditando que o vírus seria “controlado”

Casa Branca: ‘Não esperávamos tanta oposição às vacinas’


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Instituto Butantan tem capacidade máxima para fabricar até 1 milhão de doses por dia

BRASIL

"Foi em função da vacina ou não foi?", questionou Bolsonaro, após Saúde descartar relação do caso com a vacina contra a Covid

BRASIL

Confederação também determina realização de testes antes das partidas

Anúncios