Parlamentares Viajam Aos EUA Para Denunciar Escalada De Autoritarismo Parlamentares Viajam Aos EUA Para Denunciar Escalada De Autoritarismo

Parlamentares viajam aos EUA para denunciar escalada de autoritarismo

Parlamentares Brasileiros viajam em Missão aos EUA para Denunciar ‘Autoritarismo Judicial no Brasil’

Neste domingo (10), dezenove parlamentares brasileiros embarcaram para Washington. Eles são parte de uma comitiva liderada pelo deputado (PL-SP) e pelo jornalista Paulo Figueiredo, com a finalidade de expor ao governo e à mídia dos a crescente onda de autoritarismo judicial no Brasil.

A delegação se reunirá com cinco legisladores americanos do Partido Republicano, incluindo Christopher Smith e María Elvira Salazar. Adicionalmente, os legisladores participarão de uma coletiva de imprensa organizada por Smith, que contará com declarações de Gustavo Gayer, Eduardo Bolsonaro e Paulo Figueiredo.

Os eventos discutirão tópicos como a crise da “liberdade de imprensa” e “de expressão” no Brasil e a violação do “devido processo legal”, focando nas prisões ocorridas em 8 de janeiro e na censura e assédio aos jornalistas.

A viagem prosseguiu apesar de uma audiência agendada para terça-feira (12) na Comissão de Direitos Humanos Tom Lantos ter sido impedida unicamente por Jim McGovern, congressista do Partido Democrata. A comissão bipartidária é co-presidida por McGovern e Christopher Smith, que estendeu o convite aos legisladores brasileiros. A audiência estava planejada sob o título “Brasil: Uma Crise de Democracia, Liberdade e Estado de Direito?”, e havia um consenso para a sua condução até a quinta-feira (7), quando McGovern optou por impedi-la.

McGovern é conhecido por sua postura indulgente com governos autoritários da América Latina. Em 2021, por exemplo, ele redigiu uma carta ao presidente solicitando que todas as sanções aplicadas à ditadura venezuelana pelo ex-presidente fossem suspensas.

Apesar do impedimento da audiência, parlamentares do Brasil mantiveram a viagem e estarão presentes nas reuniões com as autoridades dos EUA e nas discussões com a mídia. Na manhã de domingo, a deputada (PL-DF) compartilhou um vídeo do avião a caminho dos Estados Unidos.

“Estou dentro do avião rumo a Washington, onde, junto com uma grande delegação, com vários parlamentares – Eduardo Bolsonaro, Gustavo Gayer, Paulo Bilinsky, Coronel Crisóstomo, André Fernandes, Marcel van Hattem e muitos outros, junto com jornalistas como Paulo Figueiredo e muitas pessoas, inclusive exilados do Brasil –, estaremos para denunciar as perseguições políticas que estão ocorrendo no Brasil, com jornalistas, parlamentares, os presos políticos, o caso do presidente Bolsonaro, também – são tantos casos –, e nós estaremos lá denunciando para falar à imprensa americana também”, afirmou. As informações são da Gazeta do Povo.


Veja também

  1. Vão queixar porque? Não sao vocês que fazem as normas do pais do país?Deixem de ser cagões. Reajam.

    1. Numa democracia relativa não existe direitos de fato. Estão certos em mostrar ao mundo o que ocorre no Brasil. NÃO estamos numa Democracia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *