Siga-nos em

Buscas no site

Vice Presidente Hamilton Mourão Foto VPRAdnilton Farias
Vice Presidente Hamilton Mourão Foto VPRAdnilton Farias
Vice Presidente Hamilton Mourão Foto VPRAdnilton Farias

BRASIL

Resultado das urnas não será questionado com Exército na rua, diz Mourão

De acordo com o vice-presidente, quem fala em golpe “está enlouquecendo”

De acordo com o vice-presidente, quem fala em golpe “está enlouquecendo”

O vice-presidente Hamilton (Republicanos), pré-candidato ao Senado pelo Rio Grande do Sul, afirmou que o resultado das eleições 2022 não será questionado com “Exército na rua”.

– Não existe espaço para um golpe. Quem diz isso está enlouquecendo – afirmou ele nesta semana em conversa com empresários, gestores e assessores de investimentos na gestora RPS Capital.

Segundo Mourão, é bobagem questionar a integridade das urnas eletrônicas.

– Com toda a minha sinceridade, sempre pode ter algum problema. Mas desde que esse processo teve início (votação pela urna eletrônica), não teve fraude. Em um país que não guarda segredo, uma fraude já teria aparecido. É uma bobagem ficar alimentando isso aí – disse o vice-presidente.

Ele defendeu, no entanto, a impressão do voto.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– Qualquer pessoa quando vai ao banco pode tirar um extrato e conferir se foi aquela operação que fez. Qual seria o problema de acontecer isso na eleição? – questionou.

O vice-presidente disse que conversou com o ministro Luís Roberto Barroso, que foi presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até fevereiro deste ano, e que houve a sugestão de chamar as para participar da Comissão de Transparência das Eleições.

– Entre 90 e 100 engenheiros cibernéticos, que defendem o país de ataques hackers diariamente, produziram dois documentos. Um com mais de 400 observações, de caráter menor. E outro com nove aspectos que poderiam ser melhorados. Mas deram um grau de sigilo para todos e o presidente (Jair Bolsonaro) ficou pressionando para divulgar Mas o tribunal respondeu que não aceitava – afirmou.

– O problema é que se coloca em discussão que as Forças Armadas estão intervindo, mas não. Criamos o relatório, fizemos o trabalho e está encerrado o assunto. Próximo assunto das Forças Armadas é a distribuição das urnas e a segurança do processo eleitoral. É o que ela faz toda vez que acontece uma eleição -completou o general.


Veja também

3 Comentários

3 Comentários

  1. Francisco Vianna

    31/05/2022 em 2:25 pm

    Os eleitores de Bolsonaro NÃO ESTÃO FALANDO nem COGITANDO em GOLPE. A preocupação do povo brasileiro é a FRAUDE nas urnas eletrônicas (que só são usadas aqui nesse Brasilzão de Meu Deus). Se esta SUPOSTA FRAUDE, ocorrer, caro Vice Mourão, o que as FFAA irão fazer?… Talvez imitar a omissão do Pentágono?

  2. Mauro Costa

    29/05/2022 em 9:43 pm

    Golpe quem quer dar é essa esquerda $comunista maldita nesse país. Querem fraudar as eleições a qq custo para eleger esse condenado corrupto 9 dedos, mais não vencerão!
    Presidente Bolsonaro será reeleito no primeiro turno!

  3. Francisco Gomes

    29/05/2022 em 5:54 pm

    Sr. Gal. Do EXERCITO BRASILEIRO, HAMILTON MOURAO PELO Q FALOU SOBRE QUEM QUESTIONA NO CASO PRINCIPALMENTE PRESIDENTE DA REPUBLICA BRASILEIRA JAIR MESSIAS BOLSONARO O MELHOR DE QUASE TOSOS OS EX, O SR.GAL MOURAO TA QUERENDO DERRUBAR Ó PRESIDENTE JAIR BOLSONARO, E O Q DA PRA INTERPRETAR PELOS SEUS COMENTARIOS, TA HIRA DOS GAUCHOS NAO VOTAR NO SR PRO SENADO

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

BRASIL

Pasta disse que planejava a substituição de Ricardo Sant'Anna, excluído pelo TSE nesta segunda, desde a semana passada

BRASIL

Uma das ideias seria utilizar os boletins impressos pelas urnas eletrônicas após o encerramento da votação

BRASIL

Ministro diz que TSE não "errou" ao convidar militares para integrar a Comissão de Transparência das Eleições

BRASIL

Presidente havia dito que faria o desfile das comemorações da Independência na praia de Copacabana, mas prefeito vetou

Anúncios