Siga-nos em

Buscas no site

Deputada Federal Carla Zambelli Foto Michel JesusCâmara Dos Deputados
Deputada Federal Carla Zambelli Foto Michel JesusCâmara Dos Deputados
Deputada Federal Carla Zambelli Foto Michel JesusCâmara Dos Deputados

BRASIL

Zambelli critica vídeo que encena morte de Bolsonaro e pede orações

Eduardo Bolsonaro e Damares Alves também se manifestaram a respeito do assunto

Eduardo Bolsonaro e Damares Alves também se manifestaram a respeito do assunto

Neste sábado (16), a deputada federal Carla Zambelli usou as redes sociais para expor e criticar um vídeo, que encena a morte do presidente . Ela compartilhou fotos que mostram a gravação de um acidente de moto.

Além de expor indignação, a parlamentar pediu orações. Ela destacou que “essa é uma guerra do bem contra o mal”.

– Um vídeo foi feito encenando a morte do presidente Jair num “acidente” de moto. Peço reforço de orações. Essa é uma guerra do bem contra o mal. E VAMOS VENCER – escreveu a deputada.

Outro deputado federal que se manifestou sobre o caso foi . Ele questionou se o ministro e presidente em exercício do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, irá cobrar explicações e estipular um prazo para que as pessoas responsáveis pelo vídeo se manifestem. O comentário do parlamentar ocorre após Moraes ter estipulado o prazo de dois dias para que o chefe do Executivo se manifeste acerca de uma acusação de discurso de ódio.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– Quantas horas Alexandre de Moraes dará para os produtores se manifestarem sobre discurso de ódio? Ou será que isso pode? Será que instigar outros Adélios pode? Tem método – escreveu o deputado Eduardo Bolsonaro, no Twitter.

A ex-ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, disse que o Ministério Público (MP) precisa investigar o caso. Ela questionou se o vídeo é uma encenação ou estímulo para um atentado contra a vida do presidente da República.

– Encenação ou estímulo para um atentado contra a vida do Chefe de Estado brasileiro? O MP precisa investigar isso a fundo! Cenas como estas são repugnantes e não podem ser toleradas – declarou.


Veja também

6 Comentários

6 Comentários

  1. THELMA DORTA JARDIM

    16/07/2022 em 2:21 pm

    Olá Brasil! Olá MP, PF, judiciário, STF! Encenar a morte de um presidente eleito em exercício, não configura incitação à violência, incitação à morte de um chefe de estado e promoção da instabilidade política e social?

  2. Ana Dirck Mota

    16/07/2022 em 1:36 pm

    Um absurdo, vejo os “que não têm o que fazer, ganhando salário pago pelo contribuinte” ,por qualquer coisa “mandarem” o STF cobrar do Presidente, eleito democraticamente pelo povo, os desocupados, corruptos,bandidos e ladrões sendo solto.E quem mandou assassinar o Presidente está livre também
    E os psicopatas que fazem um vidro desse, nenhuma autoridade toma conhecimento. Os malfeitores têm contas a ajustar. Jesus é justo.Venceremos o mal, com a graça de Deus.

  3. Túlio Marcos

    16/07/2022 em 12:53 pm

    Faltou falarem quem são os responsáveis pelo tal vídeo…

    • Gil Ojeda

      16/07/2022 em 1:08 pm

      Esse ato deve ser enquadrado na lei de segurança nacional e aplicar punição como tal. Que país é esse?

    • Ana Dirck Mota

      16/07/2022 em 1:39 pm

      Não podem acusar sem ter provas. Más, sabemos quem joga sujo, e quem são os psicopatas que querem derruba-lo.

  4. Hebe Nobre Varella

    16/07/2022 em 12:12 pm

    Essa falta de grana facil traz consequencias variadas nas cabeças que perderam essa boa ” boca” até desejarem a morte do presidente. Perseguiçăo, desrespeito, falta de humanidade, falta de patriotismo!!! O Brasil năo merece esse tratamento. Ofende a todos nós assistir essa briga por dinheiro. Quem devia responder por discurso de ódio é esse grupo STFs!!!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

BRASIL

Ex-presidente foi convidado para uma entrevista no podcast

BRASIL

Cassação ou não do vereador será definida pelo plenário da Câmara na próxima terça

BRASIL

Empresário convidou seus seguidores a assinarem o manifesto do presidente

BRASIL

Ministro da Cidadania corrobora plano de governo apresentado pelo presidente Jair Bolsonaro ao TSE

Anúncios