Siga-nos em

Buscas no site

Fachada Do Edifício Sede Da Anvisa
Fachada Do Edifício Sede Da Anvisa
Fachada do edifício sede da Anvisa Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

BRASIL

Anvisa faz reunião para avaliar uso do antiviral contra Covid Paxlovid

De acordo com a farmacêutica Pfizer, a pílula tem 89% de eficácia na prevenção de hospitalizações e mortes de pacientes de alto risco

De acordo com a farmacêutica Pfizer, a pílula tem 89% de eficácia na prevenção de hospitalizações e mortes de pacientes de alto risco

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária () se reuniu, nesta quarta-feira (19/1) com representantes da farmacêutica Pfizer. Na pauta, a pré-submissão em caráter de urgência do antiviral Paxlovid, para o tratamento da Covid-19.

A Pfizer apresentou dados técnicos do produto e agora precisa enviar o pedido formal de uso emergencial do medicamento.

“A data exata do protocolo depende do laboratório”, explica a Anvisa, em nota. “O prazo de avaliação tem início somente a partir do recebimento formal do pacote de dados e informações completas sobre o medicamento”.

De acordo com a farmacêutica, a pílula tem 89% de eficácia na prevenção de hospitalizações e mortes de pacientes de alto risco contaminados pelo novo coronavírus.

Propaganda. Role para continuar lendo.

O medicamento deve ser tomado por cinco dias, logo após os primeiros sintomas da doença. O efeito da pílula bloqueia a replicação do vírus e impede a evolução da Covid-19 para quadros graves.


Anvisa alega falta de dados e não aprova autotestes de Covid

Anvisa cancela autorização de spray israelense contra a Covid

Anvisa e Saúde investigam uso de doses de adultos em crianças na PB

Anvisa diz que há surto de fungo resistente a medicamentos


Veja também

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

BRASIL

Segundo Cristiane Jourdan, seus pareceres "incomodam os outros diretores"

BRASIL

Assessor especial da pasta, Daniel Meirelles Fernandes Pereira, assumirá o posto

BRASIL

Medicamento já foi aprovado nos Estados Unidos, no Reino Unido, na Europa, no Japão e na Austrália

BRASIL

Farmacêutica Zodiac, que representa o laboratório norte-americano no Brasil, deve fazer o pedido ainda no primeiro semestre

Anúncios