Siga-nos em

Buscas no site

Bayern De Munique
Bayern De Munique
Bayern de Munique Foto: EFE/EPA/PHILIPP GUELLAND

MUNDO

Bayern reduz salário de atletas que não foram vacinados

Redução acontece com base em nova lei aprovada pelo governo alemão

Redução acontece com base em nova lei aprovada pelo governo alemão

Na Alemanha, foi aprovada uma lei que permite a redução do salário de pessoas que não foram vacinadas contra a Covid-19, caso elas percam dias de trabalho por conta da quarentena. A nova medida afeta, inclusive, jogadores de futebol, como Eric Maxim Choupo-Moting, Mickaël Cuisance, Jamal Musiala, Joshua Kimmich e Serge Gnabry, do Bayern de Munique. As informações são do portal UOL.

Os atletas citados acima ainda não foram imunizados contra a Covid-19. A redução salarial deles poderá acontecer com base no número de dias que os jogadores terão para cumprir a quarentena. Eles foram afastados após contato com uma pessoa que testou positivo para o novo coronavírus, segundo o jornal alemão, Bild. O veículo relatou ainda que Kimmich já teve o salário reduzido.

O Bild aponta também que o clube alemão planeja emitir um alerta e quer aumentar a pressão para que seus atletas se vacinem.

Propaganda. Role para continuar lendo.

O estado da Baviera, onde fica a cidade de Munique, avalia a possibilidade de introduzir a vacinação obrigatória a fim de combater a nova onda de infectados na região.


Vacina da Pfizer: FDA quer 55 anos para liberar dados

Gol começa a demitir funcionários não vacinados

Rio quer que ministério cobre passaporte vacinal de turistas estrangeiros

Tenistas Número 1 do Mundo, Djokovic, não revela se foi vacinado e apoia a liberdade de escolha


Veja também

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

BRASIL

Adesivo colado em documento dará acesso às dependências do campus

Artigos

A proteção gerada por doses da Pfizer cai de 68% para 12% após um mês.

MUNDO

Medida foi anunciada pelo pelo presidente do Steua Bucareste, George 'Gigi' Becali

BRASIL

Campanha nas escolas deve ir até o dia 25

Anúncios