Siga-nos em

Buscas no site

Capa Da Folha De 1969
Capa Da Folha De 1969
Capa da Folha de 1969 Foto: Reprodução/Folha de S.Paulo

BRASIL

Capa da Folha em 69 manchetou Marighella como terrorista

Deputado Eduardo Bolsonaro compartilhou a publicação

Deputado Eduardo Bolsonaro compartilhou a publicação

O deputado Eduardo Bolsonaro compartilhou uma capa do jornal Folha de S.Paulo de 1969 com a morte de Carlos Marighella como manchete. O parlamentar chamou atenção para o fato de que o veículo se referiu ao guerrilheiro como “terrorista”.

– Sabia que Marighela já foi chamado pelo nome do que fazia? Que o Brasil já teve avião sequestrado e levado para Cuba? Que a Folha já foi um jornal? – ironizou.

No texto da matéria, o jornal já adota um tom mais “polido”, não repetindo o adjetivo da capa. Carlos Marighella foi um deputado cassado que se tornou guerrilheiro durante o período do regime militar do Brasil. Ele chegou a ser considerado o grande inimigo do regime.

Conforme conta o veículo, Marighela foi morto a tiros por agentes da Operação Bandeirante em 4 de novembro de 1969.

Propaganda. Role para continuar lendo.

A biografia do guerrilheiro baiano virou filme, dirigido por Wagner Moura, que fez duras críticas ao governo Bolsonaro na pré-estreia do longa, empregando, inclusive, o adjetivo “terrorista”.


Repórter da Folha debate no TSE sobre fake news e Hang ironiza

Colunista da Folha é intimado pela PF por criticar Nunes Marques

MP desmonta denúncia da Folha de ‘disparos em massa’ em 2018

Fiuza critica Folha e lembra de fonte que desmentiu repórter


Veja também

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

BRASIL

Comentário foi feito durante podcast apresentado por Luis Ernesto Lacombe

BRASIL

Senador, que é presidente da Comissão de Educação, sinalizou que não deve pautar a votação do projeto tão cedo

BRASIL

Jogador do Fluminese agradeceu a Deus por não haver óbitos entre os policiais

BRASIL

Petista deu declarações neste sábado

Anúncios