Siga-nos em

Buscas no site

Proteção Das Vacinas Contra Variante Delta Cai Em 3 Meses, Diz Estudo
Proteção Das Vacinas Contra Variante Delta Cai Em 3 Meses, Diz Estudo
Proteção Das Vacinas Contra Variante Delta Cai Em 3 Meses, Diz Estudo

Artigos

Estudo: Proteção das vacinas contra variante Delta cai em 3 meses

Pesquisa feita pela Universidade Oxford avaliou dados de exames feitos por 740 mil pessoas na Inglaterra

Pesquisa feita pela Universidade Oxford avaliou dados de exames feitos por 740 mil pessoas na Inglaterra

Um estudo de saúde pública feito por pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, divulgado nessa quarta-feira (18/8), mostra evidências de que as vacinas contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech e da AstraZeneca têm a proteção contra a variante Delta enfraquecida três meses após a segunda dose.

Os cientistas avaliaram aproximadamente 2,58 milhões de testes de swab coletados de 380 mil adultos entre dezembro de 2020 e maio de 2021, e 810 mil resultados de testes de 360 mil participantes entre 17 de maio e 1º de agosto, para fazer a comparação entre os períodos antes e depois de a variante Delta se tornar prevalente no país.

No intervalo de 90 dias após a segunda injeção da vacina da Pfizer ou da Astrazeneca, a eficácia na prevenção de infecções caiu para 75% e 61%, respectivamente. A redução foi mais evidente entre os adultos com 35 anos ou mais.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Os cientistas também observaram que as pessoas completamente vacinadas tendem a ter uma carga viral semelhante à dos não vacinados após a infecção pela variante Delta, com maior chance de transmitir o vírus.

“A imunidade coletiva pode se tornar mais desafiadora”, afirmou Koen Pouwels, co-autor do estudo. “As vacinas são, provavelmente, melhores na prevenção de doenças graves e um pouco menos na prevenção da transmissão”, disse.

A pesquisa foi realizada em parceria com o Escritório Nacional de Estatísticas (ONS) da Grã-Bretanha e o Departamento de Saúde e Assistência Social (DHSC). Os resultados ainda precisam ser revisados por pares.

As informações são da Agência Reuters

Propaganda. Role para continuar lendo.

Gerência de Medicamentos da Anvisa rejeita uso emergencial da Coronavac em crianças

Prefeito do Rio vai punir servidores que recusarem a vacina contra covid

Aprovação de Biden derrete nos EUA, mostra pesquisa

Quem tomou a CoronaVac está morrendo, afirma Bolsonaro


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

"Falei do avanço da vacinação e o controle da pandemia no Brasil", contou o ministro da Saúde

MUNDO

Nos bastidores, a Fifa tenta um acordo para não correr o risco de nenhum atleta acabar fora do torneio

MUNDO

Será exigida imunização completa, além de teste negativo para Covid

MUNDO

O Estado da Cidade do Vaticano anunciou segunda-feira que, a partir de 1º de outubro, ninguém poderá entrar em seu território sem apresentar o...

Anúncios