Siga-nos em

Buscas no site

Senador Renan Calheiros
Senador Renan Calheiros
Senador Renan Calheiros Foto: Agência Senado/Jefferson Rudy

BRASIL

Jorginho Mello: ‘Calheiros é mais sujo que pau de galinheiro’

Senador voltou a se pronunciar a respeito do atrito que teve com o relator da CPI

Senador voltou a se pronunciar a respeito do atrito que teve com o relator da CPI

O senador Jorginho Mello criticou o senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid. Ele comentou o atrito que teve com Renan, nesta quinta-feira (23), e disse que perdeu a paciência diante do ataque do relator.

Jorginho também chamou a CPI de “vergonha”.

– Eu tenho atuado de forma dedicada na CPI, essa CPI da vergonha, essa CPI do fim do mundo, que faz com que eu tenha que cumprir uma missão. A gente tem paciência até certo ponto. Depois a gente não tem paciência mais. Foi o que aconteceu comigo – disse ele ao blog de Altair Magagnin, do portal ND+.

Mello afirmou ainda que o Brasil conhece Calheiros. Segundo ele, o senador é “mais sujo do que pau de galinheiro”.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– O Renan Calheiros, o Brasil conhece. Mais sujo do que pau de galinheiro. Não pode tá falando mal do presidente [Jair] Bolsonaro, falando mal do Luciano [Hang], ou de quem quer que seja. Ele não tem moral, não tem envergadura moral para isso. Foi por isso que eu me exaltei, porque a gente não tem sangue de barata. Afinal de contas, eu represento Santa Catarina, que leva nome de mulher, mas uma mulher guerreira – falou.

Mello entrou em conflito com o relator da CPI da Covid, Renan Calheiros, na sessão desta quinta-feira. O parlamentar, que chamou o colega de “ladrão e picareta”, acredita ter feito “o que muitos brasileiros gostariam” de fazer.

– Quem é Renan Calheiros para chamar alguém de vagabundo? Ninguém tem sangue de barata. Fiz o que muitos brasileiros gostariam de ter feito – escreveu Jorginho em publicação no Twitter.

A discussão entre os dois senadores foi uma das mais tensas já ocorridas na comissão até o momento. O desentendimento teve início quando Jorginho Mello decidiu sair em defesa do presidente Jair Bolsonaro após Calheiros acusar o governo federal de corrupção, em oitiva com o diretor da Precisa Medicamentos, Danilo Trento.

A troca de farpas se intensificou até chegar ao ponto de o relator chamar o senador governista de “vagabundo” e ser acusado de “ladrão”.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Calheiros chegou a deixar a tribuna para tirar satisfações com Mello. Ambos os parlamentares precisaram ser contidos pelos colegas parlamentares.


Jorginho Mello rebate Renan: “Você é um ladrão picareta”

GloboNews faz torcida escancarada por Renan na CPI: “Nem disfarça mais” diz Zambelli

Lira alerta Renan sobre “prazo” de impeachment: “Foge do escopo da CPI”

Aziz baixa o nível e xinga Rosário na CPI e áudio vaza: “Petulante para c******”


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Anúncio foi feito pelo presidente da sigla, Gilberto Kassab

BRASIL

De acordo com relato, havia "conversas informais" na antessala da CPI da Covid

BRASIL

Parlamentares querem que empresário seja homenageado com a maior condecoração da Assembleia Legislativa do Rio

BRASIL

Presidente do Senado propôs alterações no projeto que altera a cobrança de ICMS

Anúncios