Siga-nos em

Buscas no site

Justiça Manda Havan Afastar Funcionários Não Vacinados De Loja Em SP Foto Divulgação
Justiça Manda Havan Afastar Funcionários Não Vacinados De Loja Em SP Foto Divulgação
Justiça Manda Havan Afastar Funcionários Não Vacinados De Loja Em SP Foto Divulgação

BRASIL

Justiça manda Havan afastar funcionários não vacinados

Medida vale para funcionários e terceirizados de toda a região do Vale do Paraíba, em São Paulo

Medida vale para funcionários e terceirizados de toda a região do Vale do Paraíba, em São Paulo

Nesta semana, a Justiça de São Paulo tomou uma decisão “polêmica” ao determinar que uma unidade da Havan no estado afaste funcionários e terceirizados que não se vacinaram contra a Covid-19. A decisão liminar, datada desta terça-feira (15), foi assinada pela juíza Denise Ferreira Bartolomucci, da 2ª Vara do Trabalho de São José dos Campos (SP).

A medida atende a uma ação apresentada ao Tribunal Regional do Trabalho de São José dos Campos pelo Ministério Público do Trabalhado (MPT). Os promotores apontaram que a Havan teria se recusado a afastar funcionários não imunizados.

Em sua decisão, a juíza determinou que a Havan, de propriedade do empresário Luciano Hang, deverá deslocar os funcionários e os prestadores de serviço em toda a da região do Vale do Paraíba para o trabalho remoto enquanto eles não iniciarem o esquema de vacinação.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Além disso, a magistrada decidiu que a rede de lojas terá que exigir comprovante de vacina dos funcionários em suas lojas na região. Apenas pessoas com justificativa médica poderão deixar de apresentar o imunizante.

Caso a Havan não cumpra a determinação, deverá pagar uma multa diária de R$ 5 mil por cada caso.

Ainda cabe recurso.

Propaganda. Role para continuar lendo.

11 Comentários

11 Comentários

  1. Della

    18/03/2022 em 10:49 am

    Eu não considero isso como “Justiça” do Trabalho. Um bando de promotores e magistrados politiqueiros, isso sim!

  2. Karla

    17/03/2022 em 6:45 pm

    Um absurdo sem tamanho….não dá pra acreditar….

  3. FATIMA REGINA PRIMO DOS SANTOS

    17/03/2022 em 6:34 pm

    Que merda de país comunista é esse em que vivemos,meu Pai?????? Que absurdo um empresário ser achacado pela própria “justiça” desse país!

  4. Krikor Kaysserlian

    17/03/2022 em 5:41 pm

    Que absurdo!!!

    • Jurandir Tafuri

      17/03/2022 em 6:36 pm

      Agora não precisa mais o calça apertada liberou tudo . Vale só para ônibus metrô e hospitais.

    • Rita

      17/03/2022 em 11:00 pm

      Judas e suas moedas…

  5. Edgard de Castro

    17/03/2022 em 4:39 pm

    Brincadeira! Ativismo judicial.

    • Paulo

      18/03/2022 em 8:07 am

      Este nosso Brasil virou uma ditadura do judiciário, está merda se mete em tudo se achando o todo poderoso, este juizecos esquerda comunista no Brasil.

  6. Carlos Alberto

    17/03/2022 em 4:29 pm

    Se eu fosse o Luciano Hang eu fecharia a loja e pediria desculpas aos funcionários explicando que estava fazendo isso por causa da justiça brasileira, diria o nome da juíza, que atrapalha quem quer trabalhar e solta ladrões da cadeia.

  7. Torcedor

    17/03/2022 em 4:27 pm

    Cadê o CNJ e CNMP? há estudos técnicos indicando que, o custo de se manter essa (in)justiça do trabalho é maior que o valor das indenizações. Decisões com essa são mais um motivo p acabar com isso.

    • GILMAR PAULO KLEIN

      18/03/2022 em 3:43 am

      Enchertar ativistas políticos no judiciário faz parte da técnica que os vigaristas comunistas utilizam para aparelhar a máquina pública e destruir a democracia! Tá aí um exemplo de falta de respeito à liberdade do cidadão !

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Anúncios