Siga-nos em

Buscas no site

Senadora Simone Tebet Foto Agência SenadoJefferson Rudy
Senadora Simone Tebet Foto Agência SenadoJefferson Rudy
Senadora Simone Tebet Foto Agência SenadoJefferson Rudy

BRASIL

MDB confirma pré-candidatura de Simone Tebet à Presidência

PSDB, que havia se comprometido a anunciar apoio à emedebista nesta terça, adiou a decisão

PSDB, que havia se comprometido a anunciar apoio à emedebista nesta terça, adiou a decisão

A Executiva Nacional do MDB e diretórios estaduais se reuniram nesta terça-feira (24) para confirmar o apoio à pré-candidatura presidencial da senadora Simone Tebet (MDB-MS). A reunião aconteceu em meio a conflitos internos do , que havia se comprometido a anunciar apoio à emedebista nesta terça, mas adiou uma definição devido a uma ala que prefere ter candidato próprio. A Executiva Nacional do Cidadania também formalizou apoio ao nome de Tebet.

– Eu tenho convicção que o PSDB conseguirá maioria absoluta para vir para este movimento do centro democrático. Não é algo que a gente está discutindo ontem, nem hoje, a gente está há bastante tempo dialogando – afirmou o presidente do MDB, Baleia Rossi, após o encontro.

O presidente do partido também falou sobre a importância de apresentar uma candidatura que seja alternativa ao presidente Jair (PL) e ao ex-presidente Luiz Inácio da Silva (PT).

– Neste momento de polarização, dessa política de briga, que mais parece uma briga de torcida organizada de futebol, temos a responsabilidade de apresentar um nome que é novo, mas com grande envergadura, grande experiência política e com projeto de país – afirmou.

A reunião aconteceu na sede nacional do partido, em Brasília, e também contou com a participação remota de alguns filiados. Importantes caciques regionais declararam estar a favor do projeto presidencial de Simone, como a ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney, e o ex-senador Romero Jucá (RR), ambos presidentes dos diretórios de seus estados.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Apesar disso, diretórios estaduais que são publicamente contra que o MDB tenha candidatura própria, como os do Ceará, Alagoas e Paraíba, não participaram.

– Eu não quis participar porque minha posição é pública. O desafio agora está com ela, mexer na fotografia das pesquisas – disse o presidente do MDB de Alagoas, senador Renan Calheiros.

Apoiador de Lula, Renan afirmou também que há colegas de partido que querem estar com Bolsonaro.

– O MDB continua com três bandas fortes definidas. Uma é Bolsonaro, ali mais ao Sul e em Brasília, Mato Grosso e preferem a candidatura da Simone. E Norte e preferem o Lula – declarou.

No encontro, o deputado Otoni de Paula (MDB-RJ), que se filiou ao partido em março, afirmou que não vai contra a decisão da cúpula da legenda de lançar Simone, mas ressaltou que continua apoiando o atual governo.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Veja também

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

BRASIL

Em debate, candidato ao governo de São Paulo afirmou que vai formar "um time que vai fazer a diferença"

ECONOMIA

Abaixo-assinado busca apoio para indicar o ministro da Economia para um prêmio Nobel de Economia

Notícias

Tarcísio disse ao público para procurar, no google, sobre o "pior prefeito de São Paulo"

BRASIL

Pagamento do valor integral do botijão de 13 kg vale até dezembro

Anúncios