Siga-nos em

Buscas no site

Lula (PT) Foto EFEFernando Bizerra
Lula (PT) Foto EFEFernando Bizerra
Lula (PT) Foto EFEFernando Bizerra

BRASIL

Petistas veem “prejuízo” para Lula no embate com Bolsonaro

Avaliação da equipe refere-se especificamente ao que tange os embates sobre as urnas eletrônicas

Avaliação da equipe refere-se especificamente ao que tange os embates sobre as urnas eletrônicas

A campanha do ex-presidente Luiz Inácio da Silva avalia que o pré-candidato petista não deve entrar no debate público provocado pelas críticas do presidente (PL) ao sistema eleitoral. Aliados próximos de Lula acreditam que ganha espaço quando o petista repercute suas polêmicas e a “resposta institucional deve vir e tem vindo do Judiciário”.

Com a preocupação de não se deixar capturar pelas pautas impostas pelo adversário, a orientação entre dirigentes da campanha de Lula é não inflar a ideia de que há uma tentativa de golpe em curso. A avaliação é de que o presidente “se alimenta politicamente de confusões e joga com o medo”.

Mas, se em público a tática é ignorar o tema o quanto possível, nos bastidores os aliados do petista se concentram em manter canais abertos com militares e construir uma coalizão de vozes que aceitem defender publicamente o sistema eleitoral.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– O maior desafio da campanha não é ter maioria de votos, é construir um ambiente que legitime essa maioria – disse o ex-governador do Maranhão Flávio Dino (PSB), no lançamento da pré-candidatura de Lula e Geraldo Alckmin (PSB).

Conforme relatos, o ex-governador tem participado de articulações para atrair políticos de fora do arco de apoio a Lula em defesa do atual processo eleitoral. Os aliados do petista costuram um movimento que reúna também ex-presidentes do Tribunal Superior Eleitoral.

Além de Dino, os ex-ministros da Defesa Nelson Jobim e Aldo Rebelo têm participado de conversas sobre o tema. Jobim é um dos emissários de Lula nas conversas com militares sobre garantias à eleição.

A forma de tratar as críticas de Bolsonaro às urnas foi tema de conversas em jantar que reuniu parlamentares em homenagem ao deputado Márcio Macêdo (PT-SE), em Brasília, na última terça-feira (9).

Propaganda. Role para continuar lendo.

Responsável pela comunicação da campanha de Lula, o deputado Rui Falcão chegou ao jantar após os debates, mas é um dos que têm defendido que a sigla se concentre na pauta econômica.

– Temos um foco: acompanhar as demandas para reconstruir o país. É isso que está mobilizando as pessoas e essa é nossa pauta. Temos que nos concentrar nisso.

Apesar disso, parlamentares da linha de frente da campanha de Lula – o deputado Paulo Teixeira (PT) e o senador Randolfe Rodrigues (Rede) – pretendem visitar o TSE na próxima semana para dar uma declaração de confiança no processo eleitoral brasileiro.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Veja também

5 Comentários

5 Comentários

  1. Mauro Costa

    15/05/2022 em 10:38 pm

    “acompanhar as demandas para reconstruir o país”
    Falar uma coisa dessa é piada!
    Querem reconstruir o país que eles mesmos destruíram! Canalhas, corruptos e $comunistas. Querem o poder pelo poder e escravizar o povo Como os outros países da América do Sul!

  2. Professor Cido Oliveira

    15/05/2022 em 5:47 pm

    Vai lá fazer o que gazela? Ninguém no Brasil confia em você não.

  3. Jane cunha

    15/05/2022 em 12:14 pm

    Este cara, é um covarde, sem potencial.
    Jamais vai ter coragem de debater com nosso Presidente.

    • Antonio Francisco Mensch

      18/05/2022 em 6:04 pm

      Que ambiente o presidente Jair Bolsonaro vai ter para debater com um JU-MENTO? O Luladrao de nove dedos e cachaceiro ex-presidiario e sem vergonha fala em reestruturar o pais. Piada de muito mau gosto. Quebrou o pais, agora vem com a falácia de reerguer. Vai é terminar com o que restou. Seu hipócrita, ninguém vai mais na tua lábia.

  4. Luigy

    15/05/2022 em 2:31 am

    Podem articularem o quanto quiserem, suas ideias e falácias não mais nos sensibilizam
    , pelo contrário, nos causam asco …

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

BRASIL

Presidente do Senado afirmou que o ato do presidente foi mais um episódio "de anormalidade institucional que a gente busca corrigir"

BRASIL

Insígnia Vitória foi concedida pelo Ministério da Defesa

BRASIL

Deputado foi punido por não utilizar tornozeleira eletrônica

BRASIL

Ministros apontam "seriedade e competência" no colega de Corte

Anúncios