Siga-nos em

Buscas no site

Democratic U.S. Presidential Nominee Biden Speaks About 2020 The Presidential Election In Wilmington, Delaware
Democratic U.S. Presidential Nominee Biden Speaks About 2020 The Presidential Election In Wilmington, Delaware
Democratic U.S. Presidential Nominee Biden Speaks About 2020 The Presidential Election In Wilmington, Delaware

MUNDO

Biden troca “mães” por “pessoas que deram à luz”

Mudança consta na proposta de Orçamento dos EUA e gerou críticas de setores conservadores

Mudança consta na proposta de Orçamento dos EUA e gerou críticas de setores conservadores

A administração do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, irritou setores conservadores do país após realizar uma alteração no Orçamento do país. A polêmica foi ocasionada após a gestão democrata mudar a palavra “mother (mãe) ” por “birthing people (‘pessoas que deram à luz’, em uma tradução livre) ”.

De acordo com veículo de imprensa dos EUA, o termo foi adotado como um “agrado” à comunidade LGBT e não excluir homens transgêneros. O trecho em questão fala sobre a taxa de óbitos maternos do país na comparação com outras nações desenvolvidas.

“Para auxiliar a por um fim à essa alta taxa de óbitos maternos e disparidades raciais nos resultados entre ‘pessoas que deram à luz’ – e em adição aos investimentos em saúde maternal incluídos no Plano de Famílias Americanas – o Orçamento inclui mais de 200 milhões de dólares”, aponta o documento.

Uma das pessoas a denunciar o documento foi Jessica Anderson, diretora da fundação conservadora Heritage Action. Em suas redes sociais, ela questionou o motivo de Biden querer “cancelar as mães”.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– O Orçamento de Biden literalmente apaga a palavra “mãe” e o substitui com o termo diluído “pessoas que deram à luz” na parte de saúde maternal. Por que Biden quer cancelar as mães? – questionou.

Outro trecho que chamou a atenção foi o fato da palavra mãe ter sido utilizada em outro trecho do Orçamento. A parte em questão trata do pagamento de licenças remuneradas a mães.

– O Orçamento proposta pela gestão Biden utiliza a palavra “mãe” quando discute licença remunerada, mas “pessoas que deram à luz” no segmento sobre óbitos maternos – apontou Declan Garvey, edito do The Dispatch.

Outra a comentar o assunto foi a escritora Abigail Shrier.

– 100% das ‘pessoas que deram à luz’ são e sempre foram mulheres. Eu não acredito que preciso educar a gestão Biden nesse assunto básico, mas aqui estamos. Ao não utilizar o termo “mães”, vocês estão deixando seus sentimentos sobre nós bem claros – apontou.


Nickelodeon usa um Drag Queen para ensinar às crianças as cores da bandeira LGBT

Embaixada dos EUA no Vaticano exibe bandeira do orgulho LGBT

Nickelodeon insere parada LGBT e animais trans em desenho

Desembargador dá 24h para Goiânia ‘apagar’ faixa LGBT


Propaganda. Role para continuar lendo.
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Artigos

226 casos entre pessoas com menos de 30 anos podem se encaixar na definição de trabalho da agência de inflamação cardíaca pós-vacina, o vice-diretor...

BRASIL

Mente tortuosa da petista considerava que a miséria poderia ser solucionada por decreto

OPINIÃO

Em um novo relatório, os americanos estão dispostos a se ajoelhar como escravos perante a classe dominante muito depois que a "ameaça" do COVID-19...

Artigos

Segundo o cientista da comunicação, existem várias explicações para os jornalistas serem politicamente esquerdistas.

Anúncios