Siga-nos em

Buscas no site

Lula E Maia Devem Se Reunir Nesta Quarta Para Discutir Futuro Do Rio
Lula E Maia Devem Se Reunir Nesta Quarta Para Discutir Futuro Do Rio
Lula E Maia Devem Se Reunir Nesta Quarta Para Discutir Futuro Do Rio

BRASIL

Coitado do Rio: Lula e Maia devem se reunir nesta quarta para discutir futuro do Rio

Ex-presidente chegou em Brasília nessa segunda-feira e cumpre agenda com parlamentares e embaixadores

Ex-presidente chegou em Brasília nessa segunda-feira e cumpre agenda com parlamentares e embaixadores

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deverá se reunir, nesta quarta-feira (5/5), com o ex-presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ).

O encontro ocorrerá em Brasília, onde o petista cumpre agenda, ao longo desta semana, com parlamentares e embaixadores para debater “vacina, fome” e formar alianças para 2022.

Em conversa com deputados fluminenses, Lula tem se mostrado aberto a formalizar uma frente ampla democrática no Rio de Janeiro, principal reduto eleitoral do atual presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido).

Propaganda. Role para continuar lendo.

Após protagonizar um racha no DEM durante as últimas eleições para presidente da Câmara, Maia anunciou que deixará o partido. Ele conversa com MDB e PSDB, que podem, inclusive, fazer parte dessa frente ampla anti-Bolsonaro.

Lula já tratou do assunto com o deputado federal Alessandro Molon, do PSB, e com o deputado federal Marcelo Freixo, hoje no PSol. Ambos são do Rio de Janeiro.

O ex-presidiário também deverá visitar o ex-presidente José Sarney (MDB), mas ainda não há data marcada. O ex-presidente volta para São Paulo na sexta-feira (7/5), de manhã.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Parece que o pesado do Rio de Janeiro não tem fim…


Heleno: Apreensão de celular de Bolsonaro é ideia “estapafúrdia”

Bolsonaro diz que FHC deu razão a ele quanto à reabertura da economia

Produtores rurais convocam atos pró-Bolsonaro e contra STF

Eleitor que votar em Lula “merece sofrer”, diz Bolsonaro


Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Ministro concordou com a alegação da PF de que o acordo de colaboração de Sérgio Cabral tinha cláusula que previa o uso de informações...

BRASIL

À CNN, o ex-presidente da Câmara, que teve prisão domiciliar revogada em maio, disse que votaria em Bolsonaro em um eventual 2º turno

BRASIL

PM não faz mais estimativa de público, mas é difícil identificar atos que tenham rivalizado em dimensões

BRASIL

Empresário será empossado prefeito de São Paulo

Anúncios