Siga-nos em

Buscas no site

Presidente Jair Bolsonaro Durante Sua Live Semanal
Presidente Jair Bolsonaro Durante Sua Live Semanal
Presidente Jair Bolsonaro durante sua live semanal Foto: Reprodução/Print de vídeo publicado nas redes sociais

BRASIL

Em live, Bolsonaro traz relatório detalhado sobre o BNDES na ‘era PT’

Durante transmissão pelas redes sociais, presidente do banco, Gustavo Montezano, apresentou explicações sobre o trabalho da instituição

Durante transmissão pelas redes sociais, presidente do banco, Gustavo Montezano, apresentou explicações sobre o trabalho da instituição

Nesta quinta-feira (27), durante sua tradicional live pelas redes sociais, o presidente Jair retomou um antigo tema abordado por eles em suas lives, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Ao lado do presidente da instituição, Gustavo Montezano, Bolsonaro trouxe um “relatório” sobre as obras financiadas pelo banco em governos passados.

– Em 2019, terminou a CPI do BNDES na Câmara. Várias pessoas foram indiciadas (…) Eu tenho certeza que o BNDES fez coisas além do que deveria fazer, como obras no exterior (…) Como hidrelétricas (…) Poderiam ter sido feitas no Brasil, mas foram feitas fora – apontou.

Na sequência, Montezano explicou operações passadas executadas pelo banco. Em seguida, Bolsonaro falou sobre a chamada “caixa preta” do BNDES. O presidente do banco, então, falou sobre o tema.

– A caixa preta, o termo começou em 2008. Naquela data, autoridades questionaram os dados do banco, que não revelou (…) De 2008 a 2015, ocorreu uma batalha jurídica para o banco revelar essas informações. E, a partir dali, começou um período de transparência – ressaltou.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Em outro momento, Bolsonaro questionou Montezano sobre recursos desviados. O presidente do BNDES então explicou e falou sobre empréstimos feito para Cuba e revelou que foram dadas como garantia a venda de charutos.

– O número correto são R$ 420 bilhões, aproximadamente (…) De valor emprestado, Cuba recebeu cerca de R$ 3,6 bilhões (…) E como garantia deixou recebíveis de venda de charutos domésticos. Se não pagasse, o governo brasileiro iria lá em Cuba e penhorar a venda de charutos – disse Gustavo Montezano.

Ao final, Bolsonaro lembrou, nos governos do PT, recursos foram usados de forma indevida.

– Esse é um pequeno retrato do meio trilhão de reais que foram usados de forma inadequada por governo Lula e Dilma. E tem gente que quer essa turma de volta no governo (…) Meio trilhão de reais usado de forma inadequada dentro e fora do Brasil – destacou o presidente.


Bolsonaro autoriza aumento de cerca de 33% para professores

“Covardia”, diz Bolsonaro de investigações sobre o Telegram

Bolsonaro envia carta à OCDE e diz que Brasil está preparado

Bolsonaro decreta luto oficial pela morte de Olavo de Carvalho


Propaganda. Role para continuar lendo.

Veja também

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

BRASIL

Senador se manifestou por meio das redes sociais

BRASIL

Ação movida pelo PSB alega que houve falta de gestão institucional do governo em relação à varíola dos macacos

BRASIL

Presidente se reuniu com Eduardo, Flávio e Jair Renan, em Brasília

BRASIL

Justiça Eleitoral tem 26 pessoas que registraram sobrenome do presidente nas urnas

Anúncios