Siga-nos em

Buscas no site

Pastor Rodrigo Mocellin Foto Reprodução Instagram
Pastor Rodrigo Mocellin Foto Reprodução Instagram
Pastor Rodrigo Mocellin Foto Reprodução Instagram

BRASIL

Pastor Rodrigo Mocellin está sendo processado por homofobia

Líder cristão comparou movimento LGBTQIA+ à marcada da besta ao defender o jogador de vôlei Maurício Souza

Líder cristão comparou movimento LGBTQIA+ à marcada da besta ao defender o jogador de vôlei Maurício Souza

O pastor Rodrigo Mocellin está sendo processado por homofobia em razão de um tuíte feito por ele em defesa do jogador de vôlei Maurício Souza, demitido após se posicionar contra o movimento LGBTQIA+. Na publicação, o líder cristão fez um paralelo entre a militância e a marca da besta descrita no livro bíblico de .

– A marca da besta é esta: LGBT. Se não aceitá-la, você sofrerá sanções financeiras. O jogador Maurício Souza rejeitou a marca e foi despedido – escreveu Mocellin.

Em vídeo publicado no Youtube no último dia 23, o pastor falou sobre sua declaração e manteve seu posicionamento.

– A besta de Apocalipse representa um ser escatológico que há de perseguir o povo de Deus exigindo adoração. Aqueles que não se curvarem à besta não poderão comprar ou vender, diz o texto bíblico. Ou seja, todos aqueles que não se sujeitarem à besta terão dificuldade para negociar. Então, eu peguei essa ideia e apliquei ao movimento LGBT, porque tem tudo a ver. Simplesmente porque alguém decidiu expressar sua opinião que os contraria, eles não hesitaram em arrancar um emprego de um pai de família – disse o líder religioso.

Mocellin ressaltou que sua fala não se aplica às pessoas gays em si, mas ao movimento LGBTQIA+, que, segundo ele, é “um dos grupos mais intolerantes que existe”.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– Apliquei a ideia da marca da besta ao movimento LGBT. Sim, ao movimento, não ao gay em si. Pois há uma enorme diferença entre o movimento LGBT e o gay. Tanto que muitos gays não se identificam com o movimento por ver nele um grupo cruel e intolerante que faz de tudo para destruir a vida daqueles que ousam não prestar continência a eles. Até arrancar o emprego de um pai de família e a liberdade um pastor. Hoje o movimento LGBT é um dos grupos mais intolerantes que existe. Experimente discordar deles e veja o que é fúria – acrescentou.

O pastor finaliza o vídeo pedindo orações por ele e todos os líderes cristãos que “não tem medo de se posicionar e que amorosamente pregam o Evangelho que tem o poder de salvar as pessoas”.

– Eu descendo de homens acostumados a ir para a prisão e ir para a fogueira. Não será um processo que irá me atemorizar. Por amor, nós vamos continuar pregando o evangelho, pois só o evangelho tem o poder para salvar as almas humanas e libertar os homens de seus pecados – concluiu.


Veja também

3 Comentários

3 Comentários

  1. Olavo Paiva

    01/04/2022 em 7:35 pm

    O Pastor tem toda razão…e a comparação é extremamente inteligente.Ainda nais quando separa o “gay” deste movimento que não protege as pessoas eroticamente orientado.Muiro peko contrário!

  2. Regina Célia Fernandes de Brito

    01/04/2022 em 7:10 pm

    Agora não se pode falar nada..que tudo é homofobia…afff que nojo…se o mundo distribuisse mais AMOR..seria um mundo bem melhor💗

    • Maria Irene Ferreira

      05/04/2022 em 5:15 pm

      Um absurdo temos que apoia esse pastor o.povo de Deus está sendoperseguidos

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Artigos

O vídeo parece uma cena de um filme apocalíptico - dezenas de pessoas desgrenhadas tremendo no meio de uma noite de inverno enquanto acampam...

Artigos

Entramos em uma época muito perigosa e as coisas realmente vão ficar loucas nos próximos meses e anos.

Anúncios