Siga-nos em

Buscas no site

Ministro Alexandre De Moraes, Do STF
Ministro Alexandre De Moraes, Do STF
Ministro Alexandre de Moraes, do STF Foto: STF/Carlos Moura

BRASIL

Alexandre de Moraes revoga bloqueio ao Telegram

Plataforma cumpriu todas as exigências judiciais pendentes

Plataforma cumpriu todas as exigências judiciais pendentes

Neste domingo (20), o ministro , do Supremo Tribunal Federal (STF), revogou o bloqueio ao , que havia sido determinado por ele mesmo na última sexta-feira (18). A decisão acontece após a plataforma cumprir todas as determinações judiciais que estavam pendentes.

– Considerado o atendimento integral das decisões proferidas em 17/3/2022 e 19/3/2022, revogo a decisão de completa e integral suspensão do funcionamento do Telegram no Brasil, proferida em 17/3/2022 – assinalou o ministro.

No documento, ele intima o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Wilson Diniz Wellisch, a tomar “todas as providências necessárias para a revogação da medida” em até 24 horas.

O Telegram informou ao STF ter cumprido a lista de ordenanças às 14h45 deste domingo, isso é, duas horas antes do fim do prazo determinado por Moraes. Nesse sábado (19), o ministro havia aceitado o pedido de desculpas do CEO do Telegram, Pavel Durov, e lhe deu 24 horas para que as medidas judiciais fossem atendidas.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Entre as determinações, estava que a empresa russa nomeasse um representante legal em território brasileiro. A companhia escolheu o advogado Alan Campos Elias Thomaz para assumir o posto.

– Alan tem experiência anterior em funções semelhantes, além de experiência em direito e tecnologia. Acreditamos que ele seria uma boa opção para essa posição enquanto continuamos construindo e reforçando nossa equipe brasileira – escreveu o Telegram no ofício enviado ao STF.

A empresa destacou ainda que o advogado tem “acesso direto à nossa alta administração”, o que assegura a capacidade da plataforma de “responder as solicitações urgentes do Tribunal” em “tempo hábil”.

A plataforma ainda excluiu a publicação do presidente Jair Bolsonaro que disponibilizava links para documentos sigilosos da Polícia Federal sobre um ataque hacker ao sistema do TSE. Esse também era pré-requisito para que o STF cancelasse o bloqueio ao aplicativo.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Telegram atende Moraes e exclui mensagem de Jair Bolsonaro

Após decisão de Moraes, canal de Bolsonaro no Telegram cresce

Na GloboNews, Jorge Pontual critica bloqueio do Telegram: “Censura”

Moraes aceita desculpas de CEO e dá mais 24h a Telegram


Veja também

2 Comentários

2 Comentários

  1. JOSE FONTELLA JUNIOR

    20/03/2022 em 7:54 pm

    Todo mundo contra o Descapilarizado Cabeça de Ovo, mas esquecendo do Demônio que lhe deu guarida, oportunidades e o indicou para o Infame Instituto Lula a Vergonha Mundial e Atraso do Brasil.
    Lembram do T E M E R ?
    Este foi o Criador da Criatura!

  2. Vladimir paz

    20/03/2022 em 7:05 pm

    Documentos sigilosos, como assim?
    Todas as pessoas e órgãos responsáveis pela investigação disseram que não havia sigilo no processo, porq ainda insistem em forçar essa narrativa?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

BRASIL

Magistrados alegam que estão sem reajuste desde 2018

BRASIL

Bolsonaro deu declarações durante entrevista ao Flow Podcast, nesta segunda-feira

BRASIL

Deputado enviou manifestação à Corte pedindo que a graça constitucional seja levada ao plenário

BRASIL

Partidos de oposição foram ao STF pedir investigação do presidente após declarações sobre urnas e sistema eleitoral brasileiro

Anúncios