Siga-nos em

Buscas no site

Vacina Da Sinopharm É A “Mais Insegura Do Mundo” Com 73 Efeitos Colaterais
Vacina Da Sinopharm É A “Mais Insegura Do Mundo” Com 73 Efeitos Colaterais
Vacina Da Sinopharm É A “Mais Insegura Do Mundo” Com 73 Efeitos Colaterais

Artigos

Médico chinês: Vacina Chinesa da Sinopharm é a “mais insegura do mundo” com 73 efeitos colaterais

Depois de dizer que a vacina da Sinopharm era a “mais insegura do mundo” médico parece ter ficado com medo das consequências e negou suas afirmações

Depois de dizer que a vacina da Sinopharm era a “mais insegura do mundo” médico parece ter ficado com medo das consequências e negou suas afirmações

Um médico chinês apelidou a vacina da Sinopharm contra o coronavírus de uma farmacêutica estatal como a ” mais insegura do mundo “. Dr. Tao Lina postou na plataforma de mídia social chinesa Weibo em 5 de janeiro que a vacina feita pela Sinopharm causou 73 efeitos colaterais. O especialista em de Xangai, que tem 4,8 milhões de seguidores na mídia social, mais tarde se retratou de sua declaração e se desculpou por sua escolha “imprudente” de palavras.

Tao criticou a vacina da Sinopharm em uma postagem no blog intitulada “A -19 inativada da Sinopharm pode ser a vacina mais perigosa do mundo”. Na postagem, ele apontou que a injeção teve “até 73 efeitos colaterais”. Estes incluíram dor ao redor da área da injeção, dor de cabeça, pressão alta, incontinência urinária e perda de paladar e visão.

O especialista em vacinas também comentou que nenhuma das vacinas no mundo “tem mais efeitos colaterais” do que a vacina de duas doses contra a COVID-19 da Sinopharm. Ele descreveu o efeito adverso potencial da vacina como “sem precedentes”, com os inúmeros efeitos colaterais “colocando-a como candidata para ser a vacina mais perigosa do mundo”.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Vários veículos de notícias internacionais relataram as afirmações de Tao, o que levou o médico a retratar sua declaração anterior. Ele afirmou, em 7 de janeiro, que seu polêmico blog, que desapareceu, era um artigo “extremamente sarcástico” apontando os erros no manual da vacina Sinopharm. Suspeitando que os efeitos colaterais foram listados por engano, ele escreveu o blog para chamar a atenção da farmacêutica para o manual defeituoso.

Além disso, Tao refutou as acusações de que criticou a vacina candidata contra o coronavírus da Sinopharm. Ele também denunciou os meios de comunicação internacionais por “distorcer” e “explorar” suas palavras. O especialista em vacinas disse em uma postagem do Weibo: “Por meio deste, eu estendo minhas desculpas a vários usuários da web e cidadãos em todo o país, e expresso meu desprezo [das] ações malignas da mídia estrangeira. (obs: Parece que ele ficou com medo de desaparecer)

Tao também garantiu a seus seguidores nas redes sociais que a vacina do Sinopharm era “muito segura”, dizendo que já havia recebido a primeira dose. Ele acrescentou que receberá a segunda dose em 9 de janeiro.

Propaganda. Role para continuar lendo.
O programa de vacinação em massa da está progredindo apesar da polêmica postagem de Tao

A notícia da polêmica postada no blog de Tao e a subsequente retirada dela veio em meio ao programa de vacinação em massa da China contra a COVID-19. A subsidiária da Sinopharm, China National Biotec Group (CNBG), disse em 7 de janeiro que administrou mais de quatro milhões de doses da vacina contra a COVID-19 até 4 de janeiro. Duas vacinas candidatas da Sinopharm estão incluídas no programa de vacinação de emergência do país lançado em julho para grupos de alto risco.

As autoridades de saúde chinesas concederam aprovação condicional à vacina da Sinopharm em 31 de dezembro. De acordo com um post do WeChat do CNBG, “nenhuma reação adversa séria foi relatada no uso emergencial em grande escala das da Sinopharm”. A vacina candidata da empresa farmacêutica estatal relatou uma taxa de eficácia de 79,34%.

Fora da China, várias nações do Oriente Médio aprovaram a vacina COVID-19 da Sinopharm para suas campanhas de imunização. O Egito aprovou o uso emergencial da vacina em 2 de janeiro, disse o ministro da Saúde do país, Hala Zayed. A Autoridade de Medicamentos do Egito testou o primeiro lote de vacinas que chegou em dezembro para garantir que são seguras para uso.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Zayed continuou que o próximo lote de doses da vacina Sinopharm chegará nos próximos dias, com as campanhas de vacinação começando “na segunda e terceira semanas de janeiro”.

Os Emirados Árabes Unidos também anunciaram sua aprovação da vacina candidata da Sinopharm em 9 de dezembro. Em um comunicado à imprensa, as autoridades dos Emirados Árabes Unidos disseram que a aprovação foi baseada em taxas de eficácia promissoras nos testes clínicos. Os testes de estágio final da vacina – incluindo um teste com 31.000 participantes no país – descobriram que a vacina relatou uma taxa de eficácia de 86 por cento.

A China pretende inocular milhões de pessoas antes do Ano Novo Lunar em meados de fevereiro. Ela visa principalmente os trabalhadores da linha de frente e a população em idade ativa, incluindo aqueles que planejam viajar para o exterior para fins acadêmicos ou de emprego. Como tal, designou nove “grupos-chave” a serem priorizados na campanha de vacinação. Trabalhadores de transportes locais e internacionais, funcionários de logística e serviços públicos e funcionários do setor público entre os grupos que a China priorizou em sua fila de vacinação.

Propaganda. Role para continuar lendo.

FONTE: https://www.newstarget.com/2021-01-18-chinese-doctor-sinopharm--jab-most-unsafe.html


CoronaVac: Indonésia vai priorizar os jovens por falta de pesquisas sobre os efeitos adversos nos idosos

E-mails hackeados supostamente detalham como o regulador de drogas da UE foi pressionado a aprovar a vacina da Pfizer apesar dos ‘problemas’ com a vacina

Mulher que sofreu convulsões pode ter danos cerebrais permanentes causados por metais da vacina Pfizer COVID-19

Especialistas em saúde da China pedem suspensão das vacinas contra a COVID enquanto a Noruega investiga 33 mortes


Veja também

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

MUNDO

Governo chinês realiza atividades militares em seis áreas ao redor de Taiwan como resposta à visita de Nancy Pelosi

MUNDO

País asiático ordenou série de exercícios militares ao redor de Taiwan após chegada de Nancy Pelosi à ilha

MUNDO

Fato ocorre no mesmo dia da chegada da presidente da Câmara dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, à nação insular

MUNDO

Chineses afirmam que os Estados Unidos poderão enfrentar "consequências desastrosas" caso insistam na viagem para a nação insular

Anúncios