Siga-nos em

Buscas no site

Senador Oferece Ajuda Aos Esquerdistas Do BLM Para Emigrar Para Cuba
Senador Oferece Ajuda Aos Esquerdistas Do BLM Para Emigrar Para Cuba
Senador Oferece Ajuda Aos Esquerdistas Do BLM Para Emigrar Para Cuba

MUNDO

Senador oferece ajuda aos esquerdistas do BLM para “emigrar para Cuba”

Marco Rubio é de origem cubana e ficou revoltado com um comunicado da organização

Marco Rubio é de origem cubana e ficou revoltado com um comunicado da organização

O senador americano de origem cubana Marco Rubio ofereceu ajuda aos líderes do Black Lives Matter (BLM) para que “emigrem” para Cuba, em resposta a um comunicado do movimento antirracismo que atribuía a situação econômica crítica do país caribenho ao embargo comercial dos Estados Unidos.

– Meu gabinete está pronto para ajudar os líderes da organização Black Lives Matter a emigrar para #Cuba – escreveu Rubio, do Partido Republicano, nas redes sociais.

O comunicado da Fundação Global do BLM sobre a situação em Cuba, onde desde o último domingo (11) têm acontecido protestos pacíficos que têm sido reprimidos pelas autoridades, foi mal recebido pela grande comunidade cubana que vive no Sul do estado da Flórida.

Na quinta-feira (15), em uma manifestação de apoio aos protestos, uma mulher ergueu um cartaz com a mensagem “Cuban Lives Matter” (“vidas cubanas importam”, em tradução livre), em clara referência à organização que denuncia a violência policial contra afro-americanos e ganhou mais força após a morte de George Floyd em 2020, provocada por um policial branco.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Políticos do Sul da Florida criticaram o comunicado divulgado pelo BLM no Instagram na quinta-feira e acusaram a organização de apoiar um governo que oprime pessoas que exerciam pacificamente seu direito à liberdade de expressão.

Segundo o BLM, os protestos em Cuba são uma consequência de “anos de embargo”, uma política que a organização definiu como “tratamento desumano e cruel” dos EUA com o objetivo de “desestabilizar o país caribenho e minar o direito dos cubanos de escolher seu próprio governo”.

A rede de televisão NBC pediu ao BLM que apresentasse argumentos, e a organização respondeu que o comunicado se baseia em seu “apoio inequívoco a Cuba” e na necessidade de ampliar as vozes dos cubanos negros contra a opressão que sofrem “de todos os agentes, incluindo os EUA”.

Propaganda. Role para continuar lendo.

– Somos inequivocamente solidários com o povo cubano contra a repressão e a violência por parte de agentes internos ou externos invisíveis – disse o BLM à emissora.

Congressista republicano pela Flórida, William Gregory Steube classificou como “lixo” o comunicado do BLM.

– Uma organização comunista em defesa de outra. Estas pessoas (em Cuba) agitam bandeiras americanas e protestam contra um regime comunista brutal que as oprime há gerações – escreveu o político no Twitter.

As informações são da EFE


Ditadura Comunista: Repressores atiram na cabeça de um adolescente cubano!

Cuba está prendendo crianças suspeitas de participarem de protestos pacíficos

Ditadura comunista em Cuba: Maioria das redes sociais segue bloqueada após protestos

EUA condenam comunismo em Cuba: “Ideologia fracassada”


Propaganda. Role para continuar lendo.
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

BRASIL

Cerimônia de entrega ocorreu menos de 10 dias depois da invasão e depredação da Aprosoja

BRASIL

Anderson Campos se referiu à apresentadora como "assediadora de menores"

BRASIL

Médico afirmou que "a dependência de drogas é um problema médico, não de polícia"

BRASIL

O ex-presidente americano tem destacado o tema desde que foi impedido de acessar suas contas no Facebook e no Twitter

Anúncios